Rio

Informe: CPI dos Ônibus pedida pelo Psol vai para o saco

Vereador Eliseu Kessler (PSD), que assinara o documento elaborado pela bancada psolista, decidiu retirar seu nome

Rio - O pedido de CPI feito com alarde pelo Psol para investigar suposta corrupção no transporte rodoviário do município não vai prosperar. O vereador Eliseu Kessler (PSD), que assinara o documento elaborado pela bancada do Psol, decidiu retirar seu nome. Alegará que, como não rubricou todas as páginas, desconhecia o total conteúdo do texto. Sem o mínimo de 17 assinaturas necessárias, a CPI psolista vai para o saco.

Com isso, a CPI dos Ônibus que a Câmara vai instaurar será a protocolada pelo vereador Alexandre Isquierdo (DEM). A comissão deve ser presidida pelo próprio Isquierdo. Já o relator será... Eliseu Kessler, que negociou o posto.

Composição

Pelo critério de proporcionalidade, os outros três vereadores que vão compor a CPI virão: um do bloco governista, um do PMDB e um do bloco DEM-PTB. Com seis vereadores, o Psol indicará apenas o 1º suplente da comissão.

Irmãos de sangue
Na natimorta CPI dos Ônibus proposta pelo Psol em 2013, o encarregado de presidi-la foi Chiquinho Brazão (PMDB): irmão de Domingos Brazão, conselheiro do Tribunal de Contas do Estado que chegou a ser preso este ano após denúncia de corrupção.

A política e o samba

O músico Daniel Pereira levou um balde de água fria. Estava empolgado para concorrer ao samba-enredo da Mangueira em parceria com Deivid Domênico, compositor da Verde e Rosa. Só que ontem a Mangueira anunciou o tema de seu enredo para 2018: ‘Com dinheiro ou sem dinheiro, eu brinco’ — clara crítica ao prefeito Marcelo Crivella (PRB), que reduziu a verba das escolas de samba. 

E agora?

Ocorre que Pereira coordena a assessoria de imprensa de... Crivella. Será que continua na disputa?

Tudo que vai, volta?

Um fiel aliado do presidente Michel Temer (PMDB) anda pra lá de desconfiado com o DEM. Traça um paralelo entre a situação atual e o impeachment de Dilma Rousseff: “Creio que o DEM será para o PMDB o que o PMDB foi para o PT”.

Caos na Saúde

Em visita ao Hospital de Bonsucesso, deputados federais constataram que havia um médico para cada 50 pacientes na emergência. Coordenada por Jandira Feghali (PCdoB), a comissão enviou uma série de questionamentos ao Ministério da Saúde.

Joaquim lá?

Renomado marqueteiro do Rio se espantou com pesquisa de intenção de voto que elaborou para a Presidência. Ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa foi citado espontaneamente por muitos entrevistados.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie