Rio

Informe: Jair Bolsonaro lidera no Rio na disputa pela presidência

Ele foi citado espontaneamente por 19,1% dos entrevistados, à frente de Lula, que teve a preferência de 18,9% dos ouvidos

Rio - Levantamento da Orbe Pesquisa e Comunicação coloca, na cidade do Rio, Jair Bolsonaro (PSC) na liderança na disputa pela Presidência da República. Ele foi citado espontaneamente por 19,1% dos entrevistados, à frente de Lula (PT), que teve a preferência de 18,9% dos ouvidos. A léguas de distância, na terceira colocação, Marina Silva (Rede) foi lembrada por 3,2% das pessoas.

Já o maior índice de rejeição foi ao nome de Lula: 29,9% dos entrevistados disseram não votar no petista de jeito nenhum. Em segundo lugar, Bolsonaro, com 15,4% das rejeições. Em terceiro, Geraldo Alckmin (PSDB), com 11,6%. A pesquisa foi feita em outubro e ouviu 1.400 pessoas.

Bloco do 'não'

Dos entrevistados, 30,5% disseram ainda não saber em quem vão votar; 21,3%, que não votarão em nenhum candidato.

Crivella lá?

Mesmo sem intenção de concorrer, o prefeito Marcelo Crivella (PRB) foi lembrado espontaneamente por 1,4% dos entrevistados na disputa pela Presidência e ocupou a quinta colocação. Ficou à frente do juiz Sérgio Moro, com 0,6% das preferências, e atrás de Ciro Gomes (PDT), com 2,4% .

Palácio Guanabara

Já na disputa pelo governo estadual, Eduardo Paes (PMDB) lidera com 3,1% das citações espontâneas. Indio da Costa (PSD) aparece em segundo, com 2,3%, e Romário (Podemos) em terceiro, com 1,8%. Na cola, Anthony Garotinho (PR) e Cesar Maia (DEM) têm 1,7% cada.

Bloco do 'não' (2)

Chama a atenção o número de eleitores que ainda não sabem em quem votar para o Palácio Guanabara: 60,5%. E o de pessoas que dizem que não votarão em nenhum candidato: 23,6%.

Senado

Já na disputa ao Senado, Romário foi citado espontaneamente por 5% dos entrevistados, à frente de Flávio Bolsonaro (PSC), com 4,8%, e de Martha Rocha (PDT), com 1,9%.

Vida de gado

Presidente da Assembleia Legislativa e do PMDB-RJ, Jorge Picciani se afasta cada vez mais da agricultura. Venderá 170 cabeças de gado que mantém em Minas Gerais. O leilão ocorrerá nos dias 2 e 3 de dezembro em Uberaba.

Diversificação

Único filho de Picciani fora da política, Felipe tinha que alternar 15 dias em Uberaba e uma semana no Rio para cuidar do rebanho. Agora, poderá se dedicar a outro negócio da família: a exploração de mina de fosfato também em MG tarefa que permite menos deslocamentos.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie