Rio

Corregedoria denuncia 12 pessoas envolvidas em esquema de jogo do bicho

Quadrilha faturava R$ 2 milhões por mês com bancas em bairros da Zona Sul do Rio

Rio - A Corregedoria da Polícia Civil (Coinpol), em conjunto com o Ministério Público, denunciou 12 pessoas pelos crimes de organização criminosa e corrupção passiva na Operação Gambino, iniciada nesta terça-feira. A ação conta com a participação de 40 policiais da Coinpol e agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), para cumprir os mandados de busca e apreensão referentes à exploração do jogo do bicho. O policial civil Gilson Gentil, lotado na 62ªDP (Imbariê), é apontado como o líder da organização.

O inquérito investigou a exploração do jogo do bicho nos bairros de Botafogo, Jardim Botânico, Lagoa e Humaitá, na Zona Sul, com faturamento estimado em R$ 2 milhões mensais. Até o momento, foram apreendidos materiais utilizados nas bancas. Além dos  denunciados, foram identificados outros 11 apontadores que serão responsabilizados por contravenção penal.

No dia 01 de dezembro de 2016, durante cumprimento de mandados de busca e apreensão, foram estourados os escritórios da organização criminosa, sendo apreendidos R$ 40 mil e material de contabilidade. Os delegados da Corregedoria da Polícia Civil representaram pela reversão do dinheiro apreendido para ser utilizado pela instituição no combate ao crime.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie