Após polo audiovisual, Barra do Piraí tem primeiro filme em outro idioma

Produção independente britânica, 'Goitacá' está à procura de uma estrela de Hollywood para fazer a narração

Por O Dia

Rio - A cena acontece em Pindorama, nome dado ao território brasileiro antes da chegada dos portugueses, e mostra duas tribos indígenas em conflito. É a sinopse do longa ‘Goitacá’, produção independente britânica que ainda está à procura de uma estrela de Hollywood para fazer a narração. A história será contada em inglês e também falada num dialeto próprio, simulando o tupi-guarani.

Será a primeira produção gravada em outro idioma em Barra do Piraí depois da criação de um polo audiovisual na cidade. Escritório criado pelo governo municipal para captar e dar suporte a produções, atraídas a gravar na cidade por um projeto que envolve benefícios fiscais e fornecimento de mão de obra especializada, a "Film Commission" já atraiu 17 filmagens e deve levar as imagens da cidade para o mundo.

Uma porta que abre novas perspectivas de expansão do cinema no município, que já recebeu celebridades do cinema nacional. Tony Ramos, João Miguel e Mariana Ximenes estrelaram o longa ‘Quase Memória’, de Ruy Guerra, gravado em Barra do Piraí entre 2014 e 2015. Com Matheus Nachtergaele e Lucélia Santos, ‘A Serpente’ compete em Cannes. Mas foi o ‘O Casamento de Gorete’, de Leticia Spiller, que teve o maior impacto local, gerando 400 empregos na cidade.

Últimas de Rio De Janeiro