Chuva provoca desabamento na Zona Sul e mata duas pessoas

De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura (COR), chove muito forte nas Zonas Sul, Norte e no Centro

Por O Dia

Rio -  O desabamento de uma casa provocou a morte de duas pessoas no morro Chácara do Céu, no Leblon, Zona Sul do Rio, na noite deste sábado. Segundo o Corpo de Bombeiros, uma pedra que rolou do alto do morro provocou a destruição do imóvel. As vítimas ainda não haviam sido identificadas até o fechamento desta reportagem. Equipes do Quartel da Gávea e da Barra foram acionadas por volta das 20h para o socorro dos dois moradores, mas eles já estavam sem vida quando os agentes chegaram.

No Centro do Rio, uma mulher, vítima de uma descarga elétrica, foi levada ao Hospital Souza Aguiar, segundo os Bombeiros. Não há informação sobre o estado de saúde dela. 

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que o município entrou em estágio de crise  às 20h deste sábado, devido à atuação de núcleos de chuva forte e muito forte nas Zonas Norte, Sul e parte da Zona Oeste da cidade do Rio. Bairros de todas as regiões do Rio sofrem com alagamentos. A previsão para as próximas horas, depois do temporal, é de chuva fraca a moderada.

O Estágio de Crise é o terceiro nível em uma escala de três e significa chuva forte a muito forte nas próximas horas, podendo causar alagamentos e deslizamentos.

LEIA MAIS: Chuva forte deixa cariocas em estado de alerta 

Rua dos Inválidos%2C na Lapa%2C alagada após temporal André Mourão / Agência O Dia

A Praça da Bandeira ficou interditada, em ambos os sentidos, devido a um grande bolsão d'água. A Avenida Mem de Sá e a Rua dos Inválidos, na Lapa, também ficaram alagadas. Um restaurante na Gávea, na Zona Sul do Rio, chegou a ser invadido pela água.  Em bairros da Zona Sul e na Grande Tijuca, garagens foram tomadas pela água e carros ficaram submersos. 

Segundo o prefeito Eduardo Paes, o sistema de escoamento da Praça da Bandeira ainda não está concluído e que ele havia avisado que poderiam acontecer alagamentos. "A situação melhorou mas ainda não está resolvida. Faltam o piscinão da Vanhargem e a conclusão das obras de desvio do Rio Joana. Até lá sempre fui claro que alagamentos poderiam acontecer".

Paes disse que o acesso à Praça da Bandeira foi bloqueado quando o piscinão atingiu 70% de sua capacidade. "Há plano de contingência. Quando se está no pico da chuva, com ruas alagadas, o ideal é que as pessoas não saiam por aí, não só para não se colocarem em risco como também para não dificultar a ações do serviço público".

Clientes ficaram com água nas pernas em restaurante na Gávea%2C Zona Sul do RioDivulgação

Na manhã de hoje, também choveu forte. Por conta da tempestade, diversas ruas ficaram interditadas. No Twitter, usuários também relatam os transtornos causados pelo temporal. Confira:

Últimas de Rio De Janeiro