O Dia Baixada

Hospital Mário Lioni recebe selo de qualidade por eficiência em gestão

Setor de hemodinâmica é um dos serviços mais procurados na unidade

Rio - O Hospital de Clínicas Mário Lioni, em Duque de Caixas, recebeu o principal certificado da Organização Nacional de Acreditação (ONA), entidade sem fins lucrativos que atesta a qualidade de serviços de saúde no Brasil. A unidade hospitalar, que recentemente passou por um processo de reestruturação de equipes, é a primeira da região a receber o selo ONA 3. Para conferir o certificado de excelência em gestão, a organização analisou o funcionamento de diversos setores do hospital, como a emergência, UTI, hemodinâmica e farmácia.

O setor de hemodinâmica do Hospital de Clínicas Mário Lioni, no bairro Jardim Vinte e Cinco de Agosto, em Duque de Caxias Divulgação

Para o doutor Carlos Loja, diretor-executivo do hospital, três fatores foram fundamentais para a conquista do certificado: a segurançadopaciente, a integração entre os processos hospitalares eamelhoria contínua dos serviços prestados.“Ao longo dos últimos três anos, iniciamos um intenso movimento de mobilização dos funcionários em torno dos procedimentos para um atendimento de qualidade, principalmente no que se refere à interação entre os diferentes setores do hospital. O selo veio coroar esse processo”, explica.

Segundo Jaqueline Carneiro, gerente de qualidade do hospital, amobilização envolveu treinamentos e reuniões com 600 funcionários. “Estipulamos metas claras com base nas pesquisas de satisfação, que realizamos periodicamente com os pacientes”, diz Jaqueline.

Uma das referências do Hospital de Clínicas Mário Lioni é o centro de exames de imagens de alta complexidade.

No setor, um dos serviços mais procurados é o exame de hemodinâmica, método que utiliza técnicas invasivas para obtenção de dados funcionais e anatômicos de várias doenças do coração. O exame identifica obstruções das artérias coronárias e avalia o funcionamento das válvulas e do músculo cardíaco, com a finalidade de diagnosticar, por exemplo, possibilidades de infarto agudo do miocárdio. O exame ainda é capaz de determinar a exata localização da obstrução que pode causar a enfermidade.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, de janeiro a agosto deste ano foram registradas mais de 218 mil mortes no país devido a doenças cardiovasculares.

Doutor Esmeralci Ferreira, coordenador do setor de hemodinâmica Divulgação

“Por meio da introdução de cateteres, consigo ver se há alguma obstrução, qual éagravidade dela, eotratamento mais adequado. Se houver necessidade, realizamos cirurgias paraaimplantação de stents ou pontes de safena, ou paraasubstituição de válvulas do coração”, explica o doutor Esmeralci Ferreira, coordenador do setor de hemodinâmica do Hospital Mário Lioni.

Por ano, são realizados cerca de 1.200 exames de hemodinâmica no hospital. Segundo Ferreira, o procedimento é indicado para um grupo de risco formado por idosos, pessoas obesas, hipertensas e com taxas altas de colesterol.

Fatores como o sedentarismo, estresse e tabagismo também estão associados às doenças do coração “O tratamento por meio da hemodinâmica tem alto poder de resolução”, destaca Ferreira, que também é professor de cardiologia intervencionista da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj).

Morador de Copacabana, na Zona Sul doRio, o aposentado José Fernando Bianco, de 83 anos, procurou o médico após sentir fortes dores no peito e falta de ar. Ele foi encaminhado para o Hospital de Clínicas Mário Lioni, onde passou pelo exame de hemodinâmica há duas semanas.

“Fui diagnosticado com estenose aórtica e ficou constatado que terei que passar por uma cirurgia para a substituição da válvula cardíaca.

Qualquer esforço me causa uma pressão forte no peito, e eu não sabia o que estava acontecendo. Agora estou aliviado e confiante”, contou o aposentado, em casa, por telefone, quatro horas depois de ter passado pelo exame.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie