Vida Saudável

Pipoca também pode ser usada nas refeições

Rica em nutrientes e pouco calórica, sua farinha pode ser usada no preparo de massas e até farofa

Rio - Besteira? Que nada! Mais do que um petisco delicioso, diga-se de passagem , a pipoca também pode fazer parte das refeições principais, sob a forma de uma leve e nutritiva farinha. Na disputa por mais espaço na mesa dos brasileiros, o alimento apresenta a vantagem de ser bem menos calórico do que seus 'concorrentes': uma xícara de chá de farinha de pipoca tem apenas 55kcal, contra 297kcal contidas na de rosca e 542kcal na de mandioca. Além disso, é rica em fibras e polifenóis, substâncias que agem como antioxidantes inibindo a ação de radicais livres no organismo. E o melhor: custa pouco e pode ser preparada facilmente em casa.

Farinha de pipoca pode ser utilizada no preparo de panquecas, pães, empanados, bolos e farofas Divulgação

A farinha de pipoca pode ser utilizada no preparo de panquecas, pães, empanados, bolos e farofas, substituindo total ou parcialmente outras farinhas. Segundo a nutricionista Aline Ferreira, trata-se de uma ótima opção para quem quer tirar o glúten da dieta e ainda dar uma mãozinha ao processo de emagrecimento. Mas, para obter os benefícios, é preciso incluir a novidade no contexto de uma alimentação saudável, sem abrir mão de outros ingredientes importantes. "Acredito que a diversidade sempre é melhor do que o consumo de um único alimento", alerta a também nutricionista Haline Dalsgaard, idealizadora do projeto 'Saúde no prato'.

Para fazer a farinha de pipoca em casa, basta estourar o milho sem acrescentar sal e bater no liquidificador até virar pó. "Por ela ser mais fina e aerada, a quantidade necessária às receitas é proporcionalmente menor do que a das demais farinhas. Além disso, como possui um alto teor de fibras, o tempo de digestão dela no estômago é maior, o que proporciona mais saciedade", explica Haline.

Bolo de brigadeiro com pipoca Divulgação

O consumo regular de fibras contribui para a redução do colesterol total, o controle da glicemia e o bom funcionamento do intestino. Já os antioxidantes retardam o envelhecimento, mantêm a saúde da pele e podem diminuir o risco de câncer.

Bolo de brigadeiro

Confira a receita elaborada por Sabrina Schmidt, da Pipoca de Colher

Ingredientes

Para cada bolo (são dois partidos ao meio):

2 ovos

4 xícaras (chá) de farinha de pipoca

1 xícara (chá) de leite

2 colheres (café) de fermento em pó

2/3 xícara (chá) de açúcar orgânico

2 colheres (sopa) de cacau em pó

Canela ou baunilha a gosto

Para o recheio e a cobertura:

2 latas de leite condensado

Cacau a gosto

1 caixa de creme de leite

Modo de preparo

Bolo:

Bata os ovos com o açúcar na batedeira e, depois, acrescente a farinha e o leite. Quando a massa ficar homogênea e firme, adicione o fermento. Ponha a mistura em uma fôrma untada e asse em forno médio preaquecido, até que se espete o bolo com um palito e ele saia seco.

Recheio e cobertura:

Faça um brigadeiro com o leite condensado e o cacau a gosto. Depois de pronto, ainda quente, acrescente o creme de leite. Vale adicionar pipoca sem temperos triturada para deixar o doce mais crocante.

Montagem

Divida os dois bolos na horizontal. Ponha uma camada sobre a outra, intercalando com o recheio. Use o brigadeiro para cobrir a parte de cima do bolo e as laterais. Decore com pipocas brancas estouradas sem óleo e confeitos coloridos.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie