Por bianca.lobianco

Desempregada desde o nascimento das filhas gêmeas Ana Clara e Maria Eduarda, a mãe Flavia dos Santos Pereira de 28 anos, viu o sonho virar realidade com a inauguração da creche municipal Marilza da Conceição da Rocha Medina, em Cordeirinho, Maricá.

Sem condições financeiras, Flávia não tem como arcar com uma babá. “Essa creche é um sonho antigo. Agora posso trabalhar e oferecer melhores condições para elas. Além disso, sei que minhas filhas estarão sendo cuidadas com respeito e atenção”, afirmou a moradora de Cordeirinho.

Moradores e estudantes de Cordeirinho acompanham atentos à inauguração da primeira creche municipal do bairroDivulgação

Fruto do programa do governo federal Pró Infância, que viabiliza verbas para a construção de creches públicas, a unidade é a primeira no Estado do Rio a ser concluída utilizando recursos do PAC 2. O espaço beneficia 128 crianças, de dois a cinco anos, sendo 108 em tempo integral e 20 em horário parcial.

O Prefeito de Maricá, Washington Quaquá, ressaltou a importância dos investimentos em projetos sociais. “Fazemos um governo para o povo de Maricá, com o objetivo de melhorar a vida das pessoas. E é isso que hoje estamos entregando para essa comunidade, mais dignidade, garantindo a segurança das crianças e a perspectiva de um futuro digno para toda família”, destacou. Segundo Washington Quaquá, estão previstas ainda a construção de um posto de saúde no mesmo local e outras obras nas proximidades, como uma praça em Bambuí e a pavimentação da Rua 90 até o bairro Manuel Ribeiro.

Representando o ministério, a consultora técnica Maria de Fátima Malheiro, que acompanhou a implantação da creche, parabenizou o município. “Fico feliz de ver uma cidade que abraça a causa da Educação Infantil. Hoje tenho a oportunidade de ver o sorriso das mães e o brilho nos olhos das crianças ao ver seus sonhos começarem a ser realizados. A prefeitura está de parabéns”, afirmou.

O vice-prefeito e coordenador-geral de governo, Marcos Ribeiro, também comemorou. “É um grande desafio conseguirmos a implantação de unidades como essa, que exigem o cumprimento de cronogramas por parte do ministério. Fomos vitoriosos e nos comprometemos a trazer outros para nossa cidade”, acrescentou. De acordo com Marcos Ribeiro, outras duas creches de horário integral, em Itaipuaçu e Inoã (Bosque Fundo), estão em construção pelo mesmo programa.

Moradora de Bambuí, Paola do Nascimento Paulo, de 20 anos, já dispensou duas oportunidades de trabalho por não ter com quem deixar a pequena Anna Clara, de três anos. “É uma contribuição muito grande para minha família e poderei ajudar com as despesas de casa”, destacou Paola, acrescentando que o espaço ajudará o crescimento social de sua filha. “O contato com outras crianças vai permitir também o crescimento educacional”, frisou.


Você pode gostar