Por helio.almeida
Publicado 17/05/2013 17:11 | Atualizado 17/05/2013 19:06

A Baixada Fluminense se prepara para receber mais de 100 mil peregrinos na Semana Missionária, de 14 a 20 de julho, e na Jornada Mundial da Juventude, de 23 a 28 de julho, eventos que serão realizados no Rio de Janeiro. As dioceses de Nova Iguaçu e de Duque de Caxias serão subsedes da Jornada e, com a Arquidiocese de Niterói, fazem parte do Comitê Organizador Local.

Moradores aguardam pregrinos da Jornada Mundial da Juventude Divulgação

Em Duque de Caxias, são esperados mil jovens estrangeiros para a Semana Missionária e 30 mil para a Jornada Mundial. Para a Semana Missionária, evento preparativo para a Jornada, não há mais vagas. Ao todo, 394 famílias receberão os jovens. De acordo com Elaine Tavares, coordenadora de hospedagem da Jornada pela Diocese de Caxias, o maior grupo de estrangeiros será do Iraque.

Escolas, paróquias, clubes e até a escola de samba Grande Rio, em Caxias, cederão espaço para receber os jovens. A publicitária Luciana Morais e o marido, o funcionário público Marco Aurélio Alves, moradores de Parada Angélica, receberão peregrinos para a Jornada.

“Temos dois quartos disponíveis e vamos abrigar quatro pessoas. Fizemos a inscrição no ano passado e estamos muito contentes em receber esses jovens”, diz Luciana, que é católica, assim como Marco Aurélio.

O Instituto Cultural Ojuobá Axé, no bairro Parque Centenário, deverá receber 60 jovens, para alegria da fundadora da instituição, Luana Marciana. O local atende a 300 crianças e adolescentes com aulas gratuitas de capoeira, balé, reciclagem, hip hop, jiu-jítsu, percussão e maculelê.

“Será uma excelente oportunidade para mostrarmos a pessoas de outros países nossas raízes culturais. Vamos acolher a todos com muito carinho”, explica Luana Marciana, que é católica e fundadora do Ojuobá Axé.

Já em Nova Iguaçu, o secretário executivo do Comitê, Renan de Sá, afirma que a expectativa é que 15 mil jovens cheguem à região para participar dos dois eventos. Na Jornada, os municípios que vão receber peregrinos são Nova Iguaçu, Mesquita, Belford Roxo e Nilópolis.

Hospitalidade se destaca

Desde novembro de 2012 como bispo da Diocese de Duque de Caxias e São João de Meriti, dom Tarcisio Nascentes explica que eventos como a Semana Missionária e a Jornada Mundial da Juventude serão excelentes oportunidades para que a população da Baixada demonstre sua hospitalidade e seu espírito acolhedor.

Como a Diocese de Caxias está se preparando para receber milhares de jovens?

Na verdade, a preparação de acolhimento começou antes mesmo de minha chegada à Diocese. É uma graça participarmos dessa grande festa, que é a visita do Santo Padre, o Papa Francisco, ao Rio de Janeiro. Vamos professar a nossa fé levando a mensagem de Cristo.

Como está sendo a acolhida do povo?

Muitas pessoas, até que não são católicas, estão se oferencendo para abrigar os peregrinos. Isso demonstra o caráter hospitaleiro do nosso povo. Além dos inscritos, muitas pessoas que moram em outros estados e têm parentes na Baixada virão para acompanhar a Jornada.

Qual será o primeiro evento referente à Jornada?

 Será dia 2 de junho, às 11h, com a chegada dos símbolos (a Cruz Missionária e o Ícone de Nossa Senhora), na Praça da Matriz, em São João de Meriti. No dia 9 de junho, haverá o encerramento da peregrinação, com missa na Catedral de Santo Antonio. Em seguida, os símbolos seguem para Magé.

Você pode gostar