Dos 23 jogadores, apenas Neymar não sofreu desvalorização e viu seu preço subir de R$ 205,9 milhões para R$ 211,9 milhões

Por douglas.nunes

A derrota para Alemanha afetou o valor de mercado da seleção brasileira, segundo avaliação da Pluri Consultoria. Com valor estimado em R$ 1,422 bilhões antes da competição, o Brasil hoje está em R$ 1,360 bilhões, queda de 4,3%.

Dos 23 jogadores que disputaram o mundial, apenas Neymar, que não jogou contra os alemães, não sofreu desvalorização. O camisa 10, que começou a Copa avaliado em R$ 205,9 milhões, subiu para R$ 211,9 milhões, alta de 2,9%.

Na outra ponta, Fred foi o que viu seu valor de mercado ter a maior redução, com queda de 15,9%. Antes seu preço era de R$ 19 milhões, hoje é de R$ 16 milhões. Outros que tiveram desvalorização significativa foram: Júlio César (15,6%), Dante (12,8%), Maicon (12,5%) e Daniel Alves (12,4%), Em valores, Hulk foi a maior queda, de R$ 13 milhões e agora está avaliado em R$ 111,5 milhões, redução de 10,4%.

Mesmo vendo seu valor cair, David Luiz foi um dos menos atingidos com a eliminação e sofreu queda de 1,2%. Na sequencia, Thiago Silva (2,2%), Victor (2,4%), Jefferson (2,4%) e Willian (2,7%) tiveram as menores desvalorizações.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia