Por monica.lima

Quem é o empresário brasileiro que investe no franchising? O setor, que faturou R$ 115 bilhões em 2013 e deverá crescer 10% esse ano, segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), está, ano a ano, amadurecendo. Com isso, o perfil do franqueado brasileiro vem ganhando novos contornos. Uma pesquisa do Grupo Bittencourt mostra que o chamado “jovem maduro”, na faixa dos 26 aos 35 anos, representa 43% dos franqueados no país. A maioria é casada (65%). Antes de se decidir por uma franquia, 40% deles estavam empregados. Outros 40% já estavam no mercado de franquias ou atuavam com um negócio independente.

Fatores que levam um empreendedor a buscar uma franquiaEditoria de Arte/Fernando Alvarus

“Esse dado retrata um comportamento nas redes que é a de selecionar franqueados mais experientes em gestão de negócios e, muitas vezes, já com experiência em franquias, os chamados franqueados profissionais”, diz Claudia Bittencourt, diretora Geral do Grupo Bittencourt.

Os franqueados pesquisados valorizaram mais o aspecto de poder “pular etapas” ao ingressar no sistema. Ter uma operação de uma “marca já reconhecida no mercado” e “não começar do zero” foram as principais razões para a escolha do negócio. Fazer a opção por um negócio já testado e também com apoio da franqueadora foram outros pontos bastante considerados pelos franqueados. Eles estão também mais capitalizados. Mais de 90% das pessoas responderam que não precisaram recorrer à venda de um bem para abrir uma franquia e 80% afirmaram que não foi necessário buscar financiamento bancário.

SOLUÇÕES & OPORTUNIDADES

? O Sebrae, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil), levará 30 representantes de startups em estágio inicial de operação para participar gratuitamente de um treinamento durante o TechCrunch Disrupt, que será realizado de 8 a 10 de setembro, em São Francisco, na Califórnia. O treinamento servirá como preparação para que os empreendedores possam atrair investidores estrangeiros para suas empresas.

? Hoje, a Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES) e a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) apresentam a parceria entre o BNDES e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) para oferecer a linha de crédito MPME Inovadora, que tem foco nas empresas de TI catarinenses. 

? De acordo com dados do CAGED (maio /2014), o Sebrae/RJ avaliou que as micro e pequenas empresas do estado do Rio foram responsáveis pela criação de 9.552 vagas, apresentando o terceiro melhor resultado no saldo líquido de empregos no mês.

Megamatte de olho no Centro-Oeste

A rede Megamatte, de olho no mercado do Centro-Oeste, abriu sua primeira unidade em Brasília e estuda novos pontos na região para inaugurações. Para dar conta de seu plano de expansão, investiu R$ 6 milhões na construção de sua primeira fábrica, em Minas Gerais e em um Centro de Distribuição. Hoje, a rede tem 112 unidades no país.

HB inaugura mais uma loja em SP

A australiana HB – Hot Buttered, criada em 1971 pelo surfista Terry Fitzgerald, inaugura a segunda loja em São Paulo. Com cinco franquias no Rio e mais uma em Brasília, a HB não tem planos ousados de expansão e, como no mundo do surfe, espera pela melhor onda. A marca pretende inaugurar mais três unidades até 2015.

Mix Potato investe em home based

A rede de fast food Mix Potato — especializada em receitas com batata recheada — decidiu investir no modelo home based de microfranquias. Com custo de R$ 25 mil, o foco são cidades com até 70 mil habitantes, do interior de SP e outros estados do Sudeste e Sul.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia