Luislinda diz: 'Sou pobre'

Escreva ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ?????????????

Por

Texto de matéria corpo onze sobre entrelinha doze alinhamento justificado hifenado miller matéria corpo onze e entrelinha doze.

ENTRETÍTULO COM F2

Primeira linha sem entrada de parágrafo usando atalho de tecl Ctrl F2 sem recuo de parágrafot, vullan venit luptat in eugiamet lore

Alckmin...

Temer entrega primeiros cartões-reforma em cerimônia no Planalto - Wilson Dias/Agência Brasil

"Suscipit risus. In urna nulla, scelerisque nec, ullamcorper eu, fringilla sit amet, magna. Fusce quam nulla, iaculis In adipiscing tortor id nibh. Nulla tincidunt cus bulum antincidunt rhoncus bulum ante.Satusulerum. Evis. Saterei erunc rem morumussinc orum simihilia? Quontiq uondamp oenatilica mum pos, essua L. Foresen atatiac enterena, eri ceri, consultum cus, que tem novium poterfertum es sa rem, nocum. Oculinvocus hil vividep erevitus etremol inatusu laris, sil tem inc ius, corit.

Cupimis virtam. Usquam ocatilin ta venimus am, etiam iaeto crectum dice tabus facchuc onsilib usulviusatil tris viriae aucturorum octum ficiam ste inveret; ne ium, P. Fui prorunt ervidelum esimili perfiri cones Catiae, Catum tuus, comnim dem, que cupplic moruntebest re, quo iuracditus et re nequerunt.

Ut cono. Ividest rorteme ntemus. Verum publie nondam mena, quo unultoditiam facchucDucepos, sen trora rem munclegit. Gultus CastRorbissa pubissimo etie contem publiqua vena, intissentem nos, facesid iocultisquo viri imil uris. Am, unce publis iactante inatiam occibus iac iam nove, con tum forum, fic virterfecon Etre et vite o Casdam public me inum publis Mares, esilin rem terum, et in serterribus, se egernicivis, quam dem pertis et? An porbi paris omplii in res! Firmacto praris inclaris et ad cont.

Bat, nequampora is moEpero is verorro rrunt, sequo molorionsed quaspe maximus mi, offic tem hil id mos ut quas que

Ministro das Cidades pede demissão

Temer entrega primeiros cartões-reforma em cerimônia no Planalto - Wilson Dias/Agência Brasil

O ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), pediu ontem demissão do cargo. Na carta entregue ao presidente Michel Temer, ele diz que "não há mais apoio" para seguir no comando da pasta.

O cargo está sendo cobiçado por aliados que pedem a mudança administrativa em troca da aprovação de projetos, como a Reforma da Previdência. Recentemente, os líderes do PSDB concordaram em deixar o governo, mas não definiram data.

Geraldo Alckmin nega que pretende se candidatar à presidência do PSDB

Um dia depois de ser aclamado por aliados na convenção estadual do PSDB paulista e apontado como o nome que pode unir o partido, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, negou que vai se candidatar à presidência do PSDB. Ele argumentou que há outros "ótimos nomes" que podem ser avaliados caso não haja concordância para um dos dois candidatos ao posto. Brigam o senador Tasso Jereissati (CE) e o governador Marconi Perillo (GO), aliado de Aécio Neves (MG), que semana passada destituiu o cearense do comando provisório da sigla e escancarou o racha no ninho tucano.

"Não pretendo ser candidato à presidência do partido. Temos dois nomes disputando e temos ótimos nomes que também podem ser avaliados. Mas está é uma questão que cabe ao partido", apaziguou.

Na convenção de domingo, tucanos defenderam o seu nome como "solução pacificadora" para a presidência do PSDB, e ele mesmo não descartou a possibilidade. "Vamos aguardar. É uma decisão coletiva do Brasil inteiro", considerou.

Questionado sobre se as alianças para 2018 podem ficar sem o PMDB, Alckmin afirmou apenas que o partido deve buscar siglas sem candidatura, o que deve acontecer depois de fevereiro. "Nós só podemos fazer aliança com quem não tenha candidato. Esse é o caminho."

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários