CAMINHO DIFÍCIL (2)

Por

O magistrado conta em qual momento se dedicava a analisar a legislação: "O 'horário de estudos' era no ônibus, durante as viagens de ida e volta", conta Spanholo, que só entrou na seleção para a Escola Superior da Magistratura, aos 22 anos, por insistência de um de seus professores. "Aprendi que dificuldades existem para serem superadas. Todos têm dificuldades, uns mais, outros menos, mas todos enfrentam obstáculos para realizar seus sonhos. O que diferencia as pessoas é a forma como elas reagem diante das resistências do cotidiano", diz o juiz.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários