Henrique Dourado entra na mira do América do México

Atacante vira prioridade após fracassar negociação com Pratto

Por

Situação do atacante segue indefinida
Situação do atacante segue indefinida -

Um dia depois de perder o ídolo Diego Cavalieri, a torcida do Fluminense recebeu uma outra notícia desagradável. Artilheiro do time no ano, Henrique Dourado estaria na mira do América do México. De acordo com informações da ESPN, o clube mexicano procurou a diretoria tricolor depois de receber uma resposta negativa do argentino Pratto, do São Paulo.

Ao lado de Gustavo Scarpa, Henrique Dourado é o jogador mais valorizado do elenco, ainda mais depois que conquistou a artilharia do Brasileiro, com 19 gols, ao lado de Jô. A diretoria não se manifestou publicamente sobre o assédio do América a Dourado. Por um lado, o clube poderia lucrar e rechear os combalidos cofres. Por outro, corre o risco de enfraquecer demais o time para a próxima temporada. No atual elenco, Abel conta apenas com Pedro para o comando do ataque. Além disso, Wellington Silva pode ser negociado com o Internacional. O negócio, no entanto, não evoluiu nos últimos dias.

O volante Patrick, do Sport, indicado por Abel Braga, está fora do planos do Fluminense. Ontem, o clube pernambucano acertou a transferência do atleta para o Internacional.

CALAZANS SERÁ OPERADO

Agredido por dois torcedores do Flamengo, na noite da final da Copa Sul-Americana, em um restaurante, o meia Marcos Calazans terá de ser submetido a uma nova cirurgia no joelho direito. De acordo com o departamento médico do clube, ele sofreu uma nova ruptura no ligamento cruzado, além de uma lesão no menisco. A nova cirurgia deverá ser realizada em duas semanas. A polícia ainda não identificou os suspeitos da agressão.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários