Comboio de Nilópolis é diário e, de Mesquita, três vezes por semana - FOTOS Divulgação
Comboio de Nilópolis é diário e, de Mesquita, três vezes por semanaFOTOS Divulgação
Por
Publicado 28/12/2017 19:19 | Atualizado 28/12/2017 23:05

A violência na Baixada Fluminense vem preocupando e assustando moradores da região. De acordo com levantamento do Instituto de Segurança Pública (ISP), em abril deste ano foram registradas 374 casos de roubo a pedestres, 135 a mais que o mesmo período em 2016. Como alternativa para combater os crimes na região, os municípios de Mesquita, Nilópolis e as polícias se uniram. A Guarda Municipal das duas cidades, em conjunto com o 20º BPM (Mesquita), a 53ª DP (Mesquita) e a 57ª DP (Nilópolis) formaram comboios que fazem rondas nos dois municípios reforçando a segurança.

"Circulamos pelos principais pontos da mancha criminal, promovendo abordagens às pessoas e veículos em atitude suspeita. E também por pontos de ostensividade cobertos pelas Guardas Civis Municipais e pela polícia. O objetivo é aumentar a sensação de segurança, diminuir os índices de roubo de rua e de veículos e atuar repressivamente quando necessário", explicou Sergio Mendes, secretário municipal de Segurança de Mesquita.

Para Mendes, a atuação constante e em conjunto dessas forças pode diminuir significativamente o número de pequenos delitos cometidos nas ruas da cidade.

"Os bandidos notam que estamos perto da área em que esperam atacar e acabam desistindo. A tendência é que os furtos e os roubos na cidade caiam. Quanto mais presentes formos, mais afastaremos os criminosos", analisou.

Segundo a Polícia Militar, o convênio entre o 20º BPM e a Polícia Civil, com a Guarda Municipal nas cidades de Nilópolis e Mesquita, foi firmado para somar as forças em um esquema de vigilância montado com base nos registros de crimes. Os comboios de Nilópolis são diários e, em Mesquita, acontecem três vezes por semana. Semanalmente, representantes das três corporações se reúnem para realizar o planejamento do uso do efetivo.

Você pode gostar
Comentários