Alexandre - Divulgação
AlexandreDivulgação
Por

Em tempos de crise é normal que os consumidores recorram a empréstimos e financiamentos de várias modalidades. O advogado Alexandre Farelli orienta que se tenha cuidado na hora de contratar qualquer empréstimo ou financiamento, principalmente os denominados consignados. "A referida modalidade consiste em descontar em folha, na grande maioria dos casos, de funcionários públicos (muitos pensionistas e aposentados), os valores referentes às parcelas do financiamento contratado. No entanto, o que vem ocorrendo com frequência e, de forma alarmante, são alguns descontos jamais solicitados pelos consumidores, quase sempre idosos. Além de vítimas de juros abusivos e extorsivos, muitos consumidores estão tendo enorme dor de cabeça para provar que jamais contrataram determinado empréstimo ou financiamento, cujas parcelas vêm sendo descontadas, indevidamente, em seus contracheques", informa. Sempre que o consumidor fizer qualquer negociação junto aos bancos ou instituições financeiras, deve exigir a cópia do documento ou do contrato, devidamente preenchido e assinado, incluindo cláusulas, condições, valores e número de parcelas, para que não ocorram surpresas desagradáveis no futuro.

Você pode gostar
Comentários