Por

A nomeação de 96 papiloscopistas policiais que já concluíram o curso na Academia de Polícia, assim como a convocação e matrícula dos 248 oficiais de cartório policial e outros 220 papiloscopistas policiais foram cobradas na terceira audiência de mediação realizada entre o Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Rio (Sindpol-RJ) e a Coligação dos Policiais Civis (Colpol-RJ), junto com o Ministério Público, o Ministério Público do Trabalho da 1ªRegião, e o governo do estado.

O objetivo da mediação, proposta pelos sindicatos durante a greve que ocorreu entre janeiro e abril do ano passado, foi buscar apoio dos órgãos para os problemas enfrentados como a falta de efetivo e condições de trabalho, atrasos de salários, entre outros. "Queremos que o Estado faça um cronograma e se comprometa. Sabemos que não será fácil, mas tem que ter um planejamento", afirma Marcio Garcia, presidente do Sindpol. Esta semana, será realizada nova reunião entre o MP e a Secretaria da Casa Civil. "Devemos ter uma resposta após o Carnaval", conclui.

Você pode gostar
Comentários