Por tamyres.matos

Rio - O que acha de cuidar da saúde de sua família e, ao mesmo tempo, do bem-estar do planeta? Uma boa providência é entregar para a reciclagem pneus velhos — tradicionais pontos de acúmulo de água, que podem se tornar criadouros para o mosquito da dengue.

A Reciclanip, entidade do Sistema Anip (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos), coleta este material em 800 pontos no Brasil e o encaminha para destinação final ambientalmente correta. No Estado do Rio, há 33 pontos de coleta. Consulte em www.reciclanip.org.br.

Estes pontos são obrigatórios por lei em cidades com mais de cem mil habitantes. “Nosso programa é desenvolvido por meio de parcerias com prefeituras, que cedem terrenos dentro das normas específicas de segurança e higiene para receber os pneus inservíveis vindos de origens diversas. A Reciclanip os recolhe e encaminha à destinação correta”, diz o coordenador da entidade, Cesar Faccio.

Hoje, grande parte dos pneus coletados é utilizada como combustível alternativo nas fábricas de cimento, no lugar de óleo ou carvão. A queima do material nas cimenteiras é cercada de cuidados ambientais, com o uso de filtros especiais. Outra destinação é a trituração para aproveitamento posterior da borracha, do aço e do tecido que compõem o pneu. Os principais usos da borracha reciclada são tapetes, pisos e a produção de asfalto para estradas e ruas.

Você pode gostar