Conta Social: Greenpeace busca ajuda pela rede

Campanha 'Salve o Ártico' pretende transformar a região num local protegido pela ONU

Por O Dia

Rio - O volume de gelo no Ártico, no verão, já foi reduzido em três quartos nos últimos 30 anos, devido ao aumento das temperaturas do planeta. Por isso, o Greenpeace realiza a campanha ‘Salve o Ártico’, que tem como objetivo transformar a região num santuário protegido pela ONU.

Aumento das temperaturas no Ártico causa preocupaçãoGreenpeace / Divulgação

Agora, a ONG ambientalista internacional está levantando pela internet recursos para esta luta. A plataforma Kickante (www.kickante.com.br) foi a escolhida para receber parte das doações no Brasil. Quem contribuir ganha o calendário 2014 da ONG, ilustrado com fotos de animais da região, como o urso polar acima. No Kickante, as doações podem ser a partir de R$ 30, equivalente a um calendário.

O Greenpeace não aceita doações de empresas, governos ou partidos. Presente em mais de 40 países, conta com a colaboração de três milhões de pessoas.

Em agosto, grupo de trinta ambientalistas da organização ficou preso na Rússia, acusado de pirataria, após um protesto numa plataforma de petróleo russa no Ártico. Do grupo, que foi solto em dezembro, fazia parte a bióloga gaúcha Ana Paula Maciel.

A criação do santuário no Polo Norte, com a proibição da perfuração de petróleo e da pesca predatória, protegeria o frágil ecossistema local. O Greenpeace alerta que, à medida que o gelo derrete, as petroleiras avançam rumo ao norte. Vazamento na área seria quase impossível de se limpar.

Últimas de _legado_Notícia