Por monica.lima
“O projeto terroir começou em 2008%2C e em 2014 já temos 17 produtores com solos perfeitos"%2C diz o enólogo Pedro ParraDivulgação

Um novo tipo de vinho Malbec começa a ser produzido na Argentina. Em busca de novos aromas e qualidade para a bebida, o enólogo Pedro Parra, um dos seis PhDs em terroir do mundo, viajou pelo país à procura de solos calcários. “O projeto terroir começou em 2008, e em 2014 já temos 17 produtores com solos perfeitos, que deram notas frutadas, como a ameixa, ao produto final”, conta Parra. A ideia é criar para a região um selo de appellation d’origine contrôlée, assim como acontece com os vinhos franceses, equalizando e especificando as formas de cultivo, poda e até mesmo rega. “Antes, se falássemos para um produtor que ele tinha que regar menos a sua plantação, ele ficava revoltado, achando que iria matar toda a videira. Foi preciso um trabalho de educação do homem do campo. Eles entenderam que, regando menos, a uva concentra mais açúcar e mais sabor”, ensina o enólogo.

Os novos rótulos desse projeto chegam ao mercado, pela World Wine, com a marca Altos Las Hormigas, um Appellation Valle de Uco 2012 de diferentes tipos de terroirs como Vista Flores, Altamira e Gualtallary. Contando com mais de 200 hectares, o Alto las Hormigas possui 40 hectares plantados exclusivamente com a variedade Malbec, cultivada entre 1996 e 1999, com densidade superior a 4.000 plantas por hectare, o que garante maior estrutura e complexidade a seus vinhos.

“Com isso, além da região de Mendoza, passamos a incluir áreas que não eram exploradas adequadamente, como a de Altamira, no Vale do Uco. Encontramos lá solos mais adequados para o tipo de vinho que queremos produzir”, diz Parra.

OUTROS COPOS

Alta temperatura

A importadora Santar aproveita as baixas temperaturas para trazer ao Brasil o Finis Terrae — Cabernet Sauvignon, Merlot y Syrah 2008. Ele tem aromas de cereja e morango, que se misturam com notas de especiarias. Seu teor alcoólico de 14% deixa uma sensação quente na boca. Ele combina perfeitamente com carnes grelhadas, massas de molho espesso e queijos mais fortes.

Prato quente

O Restaurante Innominato Osteria, na Vila Mariana (SP), acaba de lançar o Festival de Sopas Clássicas Italianas, com quatro opções que podem ser consumidas à vontade por um preço fixo de R$ 44.  O chef Paulo Zan sugere o vinho argentino Bisonte Crianza Malbec para acompanhar os pratos.

Novo espaço

Adega climatizada com vinhos de diversas partes do mundo, butique de carnes exóticas, uma padaria com pães frescos e artesanais, balcão da pâtisserie com delicados doces e vários produtos gourmet nas prateleiras. Assim é a Deli Delícia, espaço que acaba de abrir em Botafogo. O local promove ainda degustações como a do presunto Josep Llorens harmonizado com o vinho espanhol Marqués de Tomares.

União ibérica

A Pizzaria Stravaganze e o sommelier Arruda, do Copacabana Palace, promovem, no próximo dia 03/06, uma viagem gastronômica pela Península Ibérica. Em um jantar harmonizado, o expert apresenta vinhos espanhóis, desde o clássico Jerez Fino Tio Pepe até um branco feito com a uva Viura.

Seleção portuguesa

A Cosa Nostra Deli acaba de receber uma seleção de vinhos portugueses com um preço ótimo. Os destaques ficam com o Pêra Manca tinto (R$ 619) e com o Pêra Manca branco (R$ 189). Outras opções são o Cartuxa Reserva 2010 (R$ 189), o EA Reserva (R$ 89) e o Pintas Character 2011 (R$ 229).

Para beber em grupo

Beber em grupo ficou mais divertido no Barthodomeu, em Ipanema. O bar acaba de lançar uma linha de drinques gigantes. São caipirinhas de limão, maracujá, kiwi, morango e abacaxi, além de Blood Mary, servidos em copos de 1,5 litro,  com vários canudos.

Você pode gostar