Por O Dia

Chef Renato Piccolotto%2C responsável pelo menu do Hotel Cipriani%2C em VenezaDivulgação

O almoço do Dia das Mães tem um toque especial no restaurante Cipriani, do Copacabana Palace. Além da adega, que ganhou reforço dos vinhos da Toscana, como o Brunello e o Rosso de Montalcino, da vinícola Argiano, o tradicional restaurante italiano convidou o chef Renato Piccolotto, responsável pelo menu do Hotel Cipriani, em Veneza, para dividir a cozinha com o chef Luca Orini.

A ideia de trazer Renato para cozinhar no Rio é do diretor de alimentos e bebidas Eduardo Bressane, que promete dar continuidade ao projeto Master Series de chefs convidados nos três restaurantes do hotel. Virão chefs conceituados de países como México, Peru, Espanha e França. “Ao longo desse ano, vamos receber outros nomes importantes no hotel. A ideia é sempre ter um menu diferente para oferecer aos clientes. Esse intercâmbio de cultura e gastronomia é muito importante”, explica Bressane. Piccolotto preparou um menu completo com mais de 20 pratos para sua temporada carioca. São delícias como vieiras grelhadas com marmelada de radicchio di Treviso e redução de romã; sopa fria de cenouras com espuma de queijo caprino e cebolinha; canelone com tinta de lula recheado com robalo, aneto e leve “guazzeto“; e risoto de abóbora ao chocolate chuao e pimenta de Java.

OUTROS COPOS

Harmonia materna

Para quem vai passar o Dia das Mães em casa e faz questão de saborear aquela comidinha caseira, a equipe de Sommeliers da Wine.com.br criou harmonizações especiais. A tradicional macarronada ao molho de tomate vai bem com o vinho Fantinel Borgo Tesis DOC Grave Refosco 2011. Para acompanhar a brasileiríssima feijoada, o Fantinel Prosecco Extra Dry DOC é a pedida. A sugestão para o frango assado com batatas é o Ropiteau Coteaux Bourguignons Chardonnay 2012. A carne de panela, aquela que cada mãe tem um segredo especial na hora do preparo, pode ser harmonizada com o Auguste Bessac Côtes du Rhône 2010. Para as sobremesas mais clássicas da data, como o pudim de leite, pode-se servir o espumante J.C. Le Roux Le Domaine Branco. E para o pavê, a indicação é o brasileiro Salton Demi-Sec, produzido na Serra Gaúcha.

Dia especial

O Espaço 7zero6, em Ipanema, promove um cardápio especial para o Dia das Mães. No menu, Carpaccio de Polvo ao vinagrete de ervas e limão siciliano confit, Prensado de Codorna e Foie Gras em gelatina de riesling ou a Saladinha de legumes crocantes, e Costela de Cateto assada no bafo em crosta de especiarias e laranja com risoto de endívias. De sobremesa, Mousse marfim de chocolate com flor de laranjeira e recheio de pralines ou Frutas laminadas da estação.

Brasil e Itália unidos na mesa

Dentro de campo, Brasil e Itália podem ser adversários, mas na mesa do restaurante D’Amici, no Leme, eles se complementam. A mais nova delícia do menu é o Duo de Raviollis de salmão e cherne, que une no prato o verde e amarelo da bandeira brasileira. O sommelier Paulo Limarque recomenda hamonizá-lo com um vinho supertoscano, de uvas sangiovese e cabernet sauvignon.

Massa e champanhe

O chef Carlos Pissani e o enólogo François Hautekeur comandam o workshop Mãos na massa com Chandon. Serão grupos de 12 pessoas, no ateliê Pissani, com valor de valor R$ 7.200. Três receitas tradicionais da casa serão desvendadas e harmonizadas com rótulos Chandon Réserve Brut, Brut Rosé e Riche Demi-Sec e Chandon Passion. Informações pelo e-mail: experiencias@lvmh.com.br

Chocolate amargo

Para celebrar os dois anos da reabertura da Cervejaria Bohemia, em Petrópolis, a marca lança a Bohemia Chocolatier. Ela é intensa, encorpada e com o perfeito equilíbrio entre o adocicado e um leve amargor no final. Ideal para acompanhar pratos salgados com caldas doces, como um pato com laranja, ou consumida ao final de uma refeição, com uma sobremesa e substituindo perfeitamente um café ou um licor.

Últimas de _legado_Notícia