Por monica.lima

 O Centro de Referência do Artesanato Brasileiro (Cebrac), iniciativa que tem investimentos de R$ 31 milhões do Sebrae-RJ e Sebrae Nacional, começa a ganhar forma e acaba de abrir uma pequena parte do complexo de três prédios em obras na Praça Tiradentes, na cidade do Rio de Janeiro, para sua primeira exposição, que reúne objetos de diferentes estados. O espaço será utilizado pela entidade por 20 anos. Eliana Cordeiro, coordenadora de Economia Criativa do Sebrae, diz que o objetivo do Centro, tão logo ele esteja totalmente pronto, em 2015, é ter uma loja conceitual, salas para cursos e treinamentos, ambientes para exposições e, assim, aproximar profissionais de todo o país.

"Vamos trabalhar pela melhoria do ofício", diz a coordenadora de Economia Criativa, Eliana Cordeiro do SebraeMárcio Mercante/Agência O Dia

“O local passará a ser uma referência nacional para que as pessoas vejam real o valor do artesanato brasileiro. Não há no Brasil um espaço que faça esse papel agregador. Aqui, vamos trabalhar pela melhoria do ofício e pela solução dos gargalos de cada uma das atividades”, diz ela 

A estatística do Ministério da Indústria e Comércio é de que existem no país oito milhões de artesãos, que ganham, em média dois salários mínimos por mês com a venda de seus produtos. “Só no Rio, que não tem a herança do artesanato como vemos no Vale do Jequitinhonha, por exemplo, existem mais de 200 grupos de artesãos, reunidos em cooperativas e até em micro empresas “, comenta.

A figura do microempreendedor individual também vem crescendo, segundo ela, entre os artesãos. As mulheres dominam esse mercado e são 90% dos profissionais do setor.

SOLUÇÕES & OPORTUNIDADES

? O Sebrae-RJ resolveu dar o devido valor à branquinha brasileira e lançou, em parceria com a Associação dos Produtores de Cachaça (Apacerj), a “Carta de Cachaças do Rio”. Com 155 páginas e trilíngue(português/inglês/fran-cês), a publicação reúne todas as informações sobre o destilado nacional. O Rio é o segundo maior exportador da bebida, ficando atrás apenas de São Paulo. Mas é o estado com o maior número de cachaças com Certificado de Qualidade: 30% dos rótulos existentes no país.

? O Estado de Minas Gerais será representado com 11 marcas na maior feira de franquias do mundo, a ABF Franchising Expo, que começa nesta quarta-feira, em São Paulo. São franqueadores que buscam empreendedores dispostos a levar suas marcas para outras regiões do país.

?  A Partage já confirmou participação na 23ª edição da ABF Franchising Expo. A empresa tem seis shoppings em operação no país e dois em construção. O plano é aumentar o atual percentual de unidades franqueadas em seus empreendimentos dos atuais 40% para 50% nos próximos anos.

Johnny Rockets mira no interior de SP

A rede americana Johnny Rockets, que chegou ao Brasil no final do ano passado, vai encerrar o primeiro semestre com três lojas abertas, todas em São Paulo. Nos próximos meses, a marca chega aos shoppings no interior paulista, como Sorocaba, Bauru e Campinas. A previsão é de 100 lojas no país nos próximos 30 anos, com modelo de franquia. Cada uma tem investimento médio de cerca de US$ 600mil.

Paulistânia embarca no franchising

A Bier & Wein Importadora lança o projeto de franquias Confraria Paulistânia, um um mix de bar e loja, criado para ampliar a distribuição de cervejas especiais da empresa pelo Brasil. Já há uma loja conceito em São Caetano do Sul e nos próximos meses será inaugurada a 1ª franquia, apenas de distribuição, em Vinhedo, que atenderá Jundiaí, Itatiba, Valinhos e Louveira, em São Paulo.

Los Paleteros chega a 30 lojas no Brasil

A rede mexicana Los Paleteros, de mega sorvetes artesanais, tem unidades nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul. Na semana passada, abriu sua trigésima unidade, a segunda na capital paulista.

Você pode gostar