Por parroyo

A perspectiva que pairou durante toda a semana no mercado financeiro do Brasil se confirmou nesta quinta-feira: Dilma Rousseff (PT) ultrapassou Aécio Neves (PSDB) na corrida ao Planalto. Pelo Datafolha, a petista está seis pontos à frente, e pelo Ibope, a vantagem é de oito pontos. À medida que as apostas pela troca de governo diminuem, o movimento vendedor ganha força na bolsa, principalmente em relação às ações das estatais.

A agenda econômica e o bom desempenho das bolsas externas foi ofuscado pelas pesquisas e, em meio ao sentimento de aversão ao risco, o Ibovespa terminou o pregão com queda de 3,24%, aos 50.713 pontos – o patamar mais baixo desde 15 de abril. O giro financeiro foi de R$ 11,4 bilhões. No mercado de câmbio, o dólar disparou 1,35% e atingiu a maior cotação em nove anos, negociado a R$ 2,514 na venda.

Com o resultado, o principal índice da Bovespa zerou os ganhos no ano, período em que agora acumula queda de 1,54%. Somente esta semana, as perdas somam 8,99%. Diante do aumento de possibilidade da reeleição de Dilma, alguns analistas já precificam a vitória da petista. “Caso ela seja eleita, teremos que esperar para saber qual será sua posição em relação à política econômica e quem será o novo ministro da Fazenda. Poderia ser o Henrique Meirelles, que tem um bom diálogo com o setor privado e está próximo ao PT”, avaliou o analista da São Paulo Investments, Fabio Lemos, para quem os erros cometidos no passado podem “não ser replicados no futuro”.

O Ibope mostrou que Dilma subiu de 49% para 54% das intenções de voto, enquanto Aécio caiu de 51% para 46%, em relação ao último levantamento feito em 14 de outubro. Já o Datafolha apontou que a petista subiu de 52% para 53% e o tucano recuou de 48% para 47%, em comparação com a pesquisa divulgada na última terça-feira.

As ações das estatais puxaram a queda do Ibovespa. Na ponta negativa, Banco do Brasil caiu 9,11% e acumula queda de 22% nos últimos quatro pregões. Petrobras PN recuou 7,22% e perde 19,28% na semana. Eletrobrás ON, por sua vez, recuou 6,71% e desvaloriza 18,45% na semana. À frente dos ganhos desta quinta-feira, Fibria ON, beneficiada com o avanço do dólar, subiu 6,56%.

Nos Estados Unidos, o setor manufatureiro desacelerou em outubro para o menor patamar em três meses. No mercado de trabalho, o número de pedidos de auxílio desemprego subiu na última semana. O Dow Jones subiu 1,32%, o S&P avançou 1,15% e o Nasdaq teve alta de 1,60%.

Você pode gostar