Por diana.dantas
Encontro de sábado passado em Las Vegas entre o americano Floyd “Money” Mayweather e o filipino Manny “PacMan” Pacquiao entrará para históriaAl Bello/Getty Images

Foi o maior combate de boxe das últimas décadas. O encontro de sábado passado em Las Vegas entre o americano Floyd “Money” Mayweather e o filipino Manny “PacMan” Pacquiao entrará para história da Nobre Arte. Nem tanto pelo desempenho dos lutadores no ringue. Vencida por pontos pelo excêntrico e marrento boxeador americano, tecnicamente a Luta do Século ficou abaixo das expectativas dos especialistas e amantes do boxe. Porém, seus números fora do ringue dificilmente serão batidos nos próximos anos. Foi o duelo que mais movimentou dinheiro na centenária trajetória do boxe. A bolsa paga aos lutadores atingiu a inimaginável cifra de US$ 300 milhões. “Money” ficou com US$ 180 milhões e “PacMan” com US$ 120 milhões. Estima-se que a venda de pacotes no Pay Per View nos Estados Unidos e exterior gerou cerca de US$ 300 milhões. Os direitos de transmissão foram comercializados por US$ 35 milhões. As duas principais cotas de patrocínio da luta foram vendidas por US$ 5,6 milhões e a arrecadação de bilheteria no MGM Hotel , palco do desafio, ultrapassou a casa dos US$ 74 milhões. A repercussão do confronto pôs o boxe novamente na vitrine e em condições de desafiar a modalidade que hoje domina o universo das lutas, o MMA, e principalmente, a sua principal marca, o UFC. Com suas duas maiores estrelas, Anderson Silva e Jon Jones, acusadas de doping e suspensas do octógono, a organização dos irmãos Fertitta enfrenta a pior crise de sua bem sucedida história. Um ótima oportunidade para o velho boxe levar às cordas seu novo e hoje vacilante oponente.

Investcraque

Carlos Burle, surfista campeão mundial de ondas grandes

O pernambucano Carlos Burle pratica um esporte para poucos e fortes. Ele é surfista de ondas grandes, verdadeiras massas de água que muitas vezes ultrapassam a marca de 20 pés de altura. Campeão Mundial de Ondas Grandes em 2009/2010, Burle ganhou fama por ter salvo a colega Maya Gabeira da morte nas ondas de Nazaré, em Portugal, em 2013. Fora d’água, ele tem 50% do patrimônio investido em imóveis, 20% em CDI, 10% em ações e o restante aplicado em sua fábrica de pranchas infláveis para a prática de Stand Up Padle.

Recordes da Lampions League

A Copa do Nordeste, a Lampions League, encerrou sua terceira edição comemorando a melhor média de público do semestre no Brasil, com 7.840 torcedores por jogo e aumento de 20% no faturamento publicitário do torneio, que contou com 14 patrocinadores. O campeão Ceará embolsou em premiação e bilheteria R$ 5, 5 milhões. Com esse valor é possível pagar mais de cinco meses de salários do clube.

Capemisa e Futebol Card fecham parceria

A Capemisa Seguradora e a Futebol Card, empresa especializada na venda de ingressos com cartões de crédito, assinaram um acordo de parceria que disponibiliza ao torcedor que adquire entradas pelo site da FC o novo seguro de acidentes pessoais Capemisa, o IngressoPremiável. O produto tem custo de R$ 5 e oferece prêmios de R$ 1 mil em caso de morte acidental e cobertura para outros acidentes.

Número da semana

R$ 2,9 bi
Esse é o faturamento dos 16 principais clubes do país. A receita global teve queda de 3% ante 2013. O Flamengo assumiu a liderança do ranking, com arrecadação de R$ 347 milhões, 27% de aumento em relação ao ano anterior. O São Paulo teve o maior tombo entre os grandes, com queda de 30% em suas receitas

Você pode gostar