Conta Social: Atrás dos blocos, por renda extra

Em três anos, programa Ambev Recicla já recolheu 50 toneladas de materiais das ruas

Por O Dia

Rio - Há três anos a vida dele se transformou. Carpinteiro, perdeu o emprego e passou a viver da reciclagem. Hoje, sustenta mulher e dois filhos com a renda na Cooperativa Amigos do Meio Ambiente (Coopama), em Maria da Graça. Morador de Duque de Caxias, Robson Franco da Silva, de 32 anos, passa o ano inteirinho ansioso pela chegada dos dias de folia. É quando aumenta sua renda com o extra vindo do Carnaval de Rua.

À frente de uma equipe de 15 catadores, ano passado ele chegou a trabalhar em 38 blocos. “É cansativo, mas divertido. E ainda ajudo a preservar o ambiente”, diz ele. Robson está entre as centenas de agentes de cooperativas de reciclagem que vão atuar este ano nos 350 blocos apoiados pela Antarctica, patrocinadora oficial do Carnaval de Rua do Rio.

A vida de Robson mudou com programa de reciclagemDivulgação

Durante os desfiles e concentrações, eles recolhem latinhas de alumínio, garrafas PET, ventarolas com letras dos sambas, restos de fantasias e até as proibidas e perigosas garrafas de vidro. Nos últimos três anos, o programa Ambev Recicla recolheu 50 toneladas de resíduos dos blocos.

“Muita gente hoje tem consciência ambiental e não joga o lixo no chão, colaborando com o nosso trabalho”, conta Robson, que ensina a lição para os filhos em casa. “Separamos tudo e doamos para uma senhora que passa na nossa rua. Assim, ela não precisa ter que revirar o lixo”.

Fibra óptica reduz consumo de energia

Fibras ópticas a laser, em escala micrométrica ou nanométrica, podem ajudar a extrair o máximo de energia, como se o sol estivesse a pino o dia inteiro, e iluminar áreas de subsolo, corredores e salas internas, reduzindo o consumo de energia elétrica. O projeto, desenvolvido pelo Laboratório de Instrumentação e Fotônica da Coppe/UFRJ, é uma das novidades da mostra ‘Exploradores do Conhecimento’.

Fibra ótica%3A tecnologia sustentávelDivulgação

São dez grandes temas, incluindo Cidades Sustentáveis, Energia e Meio Ambiente. Gratuita, a exposição pode ser visitada às terças, quartas e quintas-feiras, das 13h às 16h. A partir do dia 16, vai oferecer visitas guiadas para grupos e escolas.

Boas ações em dia

Serão abertas amanhã as inscrições para o projeto Educa Bondinho, que leva estudantes da rede pública a uma aula-passeio ao ponto turístico do Rio. As vagas são limitadas.

A Jani King, de limpeza comercial, incluiu ao seu programa de responsabilidade social o projeto ‘Franquia para Todos’, que incentiva microfranquias com cartas de crédito de até R$ 15 mil em comunidades pacificadas.

A Coca-Cola Brasil aderiu à Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial. A empresa se compromete a aumentar a participação de talentos afro-brasileiros em seus quadros gerenciais.

Últimas de _legado_Notícia