Por karilayn.areias

Rio - Os temas são naturalmente antagônicos: petróleo e meio ambiente. Mas as indústrias do setor se esforçam para parecer cada vez mais social e ambientalmente responsáveis e ampliam medidas de mitigação dos danos causados pela exploração de óleo e gás. Esta semana, a Rio Oil & Gas 2016, que reúne gigantes do setor no Riocentro, vai contar com a Arena de Sustentabilidade. Um espaço aberto para discussões nesta área. Com o tema ‘A Energia a Serviço da Sociedade’, o espaço vai promover de amanhã até quinta-feira palestras e debates sobre a importância do segmento no atual cenário brasileiro. Na pauta, temas como a transição energética no acordo da COP 21 e as metas dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODSs). O evento também vai promover a Plataforma Social de Voluntariado, convidando visitantes a participar de iniciativas voluntárias em diversas áreas. As orquestras Violões Encantados e de Câmara da Rocinha, compostas por jovens de comunidades, dão o tom de festa ao evento. 

Quase 40 toneladas de lixo reciclável foram recolhidas entre funcionários das distribuidoras de energia do grupo Enel no Brasil durante uma gincana interna. A arrecadação será revertida em bônus nas contas de luz de 13 instituições do Rio e do Ceará. O total equivale a 204 árvores que deixaram de ser cortadas, 120 mil litros de água poupados e 14 toneladas de minério de ferro que deixaram de ser extraídas da natureza. Prova de que responsabilidade social e meio ambiente andam juntosDivulgação

ENCONTRO NO RIO
Outra indústria que também quer parecer cada vez mais sustentável é a química. A TeQ 2016, feira e congresso que acontece de 8 a 10 de novembro, vai tratar de temas como sustentabilidade, biotecnologia, química verde e agrobusiness. O Rio é a primeira cidade da América Latina a receber o principal evento mundial do setor, realizado todo ano na Europa.

VOLTA AO MUNDO

‘5X Chico - O Velho e sua Gente’, premiado documentário patrocinado por Lojas Americanas e Americanas.com, mostra as belezas e a vida das comunidades ribeirinhas do Rio São Francisco. O longa se despede hoje do Planet in Focus em Toronto, Canadá, e embarca no CineBrasil Alemanha. Em dezembro, vai ao Planeta.doc, Festival Internacional de Cinema Socioambiental.

NA UNIVERSIDADE

A Uerj acaba de criar uma Feira Agroecológica. Vai funcionar toda terça-feira, das 13h às 19h, com 20 barracas padronizadas. Entre os produtos, estão legumes, frutas, verduras, compotas, grãos, temperos, sementes, cogumelos, plantas medicinais e ornamentais e outros da agricultura familiar. Os consumidores devem levar suas próprias sacolas para as compras. 

Uerj cria uma Feira AgroecológicaDivulgação

BOAS AÇÕES

Quem passar pelo Metrô da Carioca, terça e quarta-feira, poderá cortar os cabelos de graça e ainda doar suas madeixas para a confecção de perucas para mulheres em tratamento quimioterápico. O Corte Solidário é uma ação dos irmãos Werner e um time de cabeleireiros. As doações (a partir de 20cm de fios) serão enviadas para a Fundação Laço Rosa, que promove a campanha Outubro Rosa.

O Clubinho de Ofertas e mais 10 empresas se uniram num Piquenique Solidário para ajudar Anna Lua, de 9 anos. Ela sofre de uma síndrome não identificada que faz com que tenha ossos e músculos muito frágeis e com isso seu crescimento é prejudicado. A ação acontece hoje, das 10 às 13h, na Quinta da Boa Vista. 

Quarenta tênis esportivos da marca Mizuno usados apenas uma vez nos Jogos Olímpicos por atletas do Brasil, Argentina e Estados Unidos foram doados para jovens e crianças do Morro da Formiga, na Tijuca. Os calçados serão usados pelos moradores nas atividades promovidas pela UPP local. A doação foi entregue pelo cônsul geral do Japão no Rio, Tsuyoshi Yamamoto.

Sapiens, um projeto de teatro-escola que leva espetáculos para escolas públicas e particulares, este ano traz 50 apresentações gratuitas, em 12 municípios do estado, até o dia 11 de novembro. Sete mil estudantes devem ser alcançados.


Você pode gostar