Bibi Perigosa, ex-mulher de traficante, vira inspiração para Ju Paes em novela

'Já me preparei para as pedradas', disse a ex-parceira do Barão do Pó, que vai ter parte da sua trajetória contada em 'A Força do Querer', da Globo.

Por O Dia

Glória Perez e Bibi PerigosaAcervo Pessoal

A escritora Fabiana Escobar ganhou popularidade com o nome de Bibi Perigosa quando ainda era casada com o traficante Saulo de Sá, o Barão do Pó, da Rocinha. Ele está preso. Bibi atualmente trabalha como escritora e já tem um livro publicado.

A partir do dia 3 de abril, Bibi Perigosa vai ter parte da sua história contada na novela ‘A Força do Querer’, escrita por Gloria Perez. A personagem, que vai manter o seu nome original na trama, será interpretada por Juliana Paes. “Fiquei pensativa, feliz, orgulhosa de ter conseguido transformar uma coisa ruim em uma coisa boa e já me preparei para as pedradas que vão vir junto” disse Bibi à coluna.

Confira a seguir uma entrevista exclusiva com Bibi Perigosa falando sobre sua trajetória e a expectativa para ver parte da sua vida retratada em uma novela da Globo.

O fato de Juliana Paes ter sido escalada para viver a Bibi, foi importante para você? Você imaginou isso algum dia?

Nunca. Mas fiquei muito feliz por ser fã dela como atriz e como pessoa. Imagina a honra que é ser representada pela Juliana...

Juliana chegou a te procurar em alguma momento para conversar sobre a sua vida, sua história?
Nos falamos por Skype. A Gloria (Perez, autora) fez muitos encontros comigo. Acredito que eles assistiram aos vídeos que gravamos das nossas conversas.

O que você espera ver na novela ‘A Força do Querer’ em relação à sua vida?

Eu confio na Gloria Perez. Sei que ela captou perfeitamente a mensagem que eu quis passar no meu livro. Eu sei que as coisas que aconteceram comigo não são exemplos, mas sim lições. E espero que isso ajude muitas mulheres que possam estar passando por momentos semelhante e as ajudem a parar e pensar antes que não de mais tempo pra isso. 

Se pudesse voltar atrás, você faria algo diferente?
Não penso nisso porque não tem como mudar passado, mas fiz de tudo pra mudar o meu futuro que estava praticamente traçado pra um lado trágico. Eu lamento pelos meus filhos terem vivido isso junto comigo no passado, mas no nosso caso o passado serve apenas de lição. Não foi fácil reverter essa situação, mas eu consegui sozinha.

O que você diria para a Fabiana Escobar do passado?
O crime não compensa. Não vale a pena, nem por amor nem por dinheiro, porque no fim não resta nada. Em muitos casos nem mesmo vida.

Como surgiu o apelido de Bibi Perigosa, que inclusive foi mantido pela Gloria Perez na novela? A Bibi e a Fabiana são duas pessoas diferentes?
O apelido de Bibi eu já tenho desde criança. O ‘Perigosa’ surgiu pela forma como eu resolvia as coisas que iam surgindo no meio que estava.

Como estão as vendas do seu livro?
Está vendendo. Poderia estar saindo mais se estivesse sendo comercializado em livrarias, mas ainda não surgiu uma oportunidade de uma editora grande. O mercado literário é cruel com escritores. Eu lamento muito por isso, mas é complicado. Mas não vou desistir porque escrever é uma necessidade incontrolável e com livraria ou sem livraria eu sigo escrevendo.

Existe também o projeto de um curta sobre você, não é?
Curta, não. Um longa, mas não tem nada certo.

Qual a principal mensagem que você deixa baseado em tudo o que já passou até hoje?
Como eu ja disse: o crime não compensa. Mas mudar o futuro e evitar um estrago maior é possível, basta ter força do querer e muita humildade.

Bibi Perigosa com o Barão do Pó e Juliana Paes com Emílio Dantas Acervo Pessoal e Divulgação/Globo