Por thiago.antunes

Rio - A Corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público investigar se o ex-procurador-geral do Ministério Público Claudio Lopes foi o responsável pelo vazamento de informações sobre uma operação que investigava esquema de fraude na saúde durante a gestão do ex-secretário de Saúde do Rio, Sérgio Côrtes, preso por fraude em licitação e corrupção enquanto esteve à frente da pasta no governo de Sérgio Cabral.

A denúncia contra Lopes partiu do ex-sub-secretário de Saúde Cesar Romero Vianna Júnior, na época de Côrtes. Cesar Romero é delator do esquema de corrupção que levou Côrtes e dois empresários para atrás das grades.

Segundo Cesar Romero, Claudio Lopes repassou informações para Côrtes em novembro de 2010 e que, em função disso, o então secretário pediu que documentos fossem destruídos. Lopes alega que estava afastado do cargo na ocasião para concorrer à reeleição para o Ministério Público. Em nota, via assessoria de imprensa, Lopes diz ainda que vai aguardar as investigações

Você pode gostar