OAB decide se pede o impeachment de Pezão

Conselho da entidade se reúne neste momento

Por O Dia

Rio - O conselho da Ordem dos Advogados do Brasil do RIo (OAB-RJ) se reúne, neste momento, para decidir se pede o impeachment do governador Luiz Fernando Pezão. 

Segundo uma das conselheiras da entidade, Vânia Siciliano, a 'falta de controle das contas públicas, com responsabilidade cristalina do excelentíssimo, gerou lesões irreversíveis ao patrimônio do Estado, aptas a justificar o pedido de impeachment'. 

Os conselheiros debatem o parecer apresentado pela comissão de direito constitucional. O conselheiro mais antigo vai apresentar seu voto na sessão do dia 18, onde ocorrerá a votação final. São necessários 54 presentes para começar a ser sessão, 24 para que ela seja aberta e 13 votos para aprovar o impeachment.

Em abril,  muitos dos 160 membros justificaram que não pagar os salários dos servidores, a política equivocada de incentivos fiscais e o calote na União caracterizam crime de responsabilidade.

A sessão contou com a presença de representantes de centrais sindicais das áreas de ensino, segurança, comércio e bancos; conselhos de economia, administração, indústria e contabilidade.