Paulo Menezes, o braço direito de Paulo Barros, fala sobre enredo da Vila Isabel

Escola pode levar para a Sapucaí os mistérios sobre a vida após a morte.

Por O Dia

Atuante nos bastidores do carnaval desde 1992, quando começou nas escolas do Grupo Série A, o carnavalesco Paulo Menezes é um dos fiéis parceiros do ícone da folia carioca, Paulo Barros. Em entrevista para a coluna, Menezes - que está agora com Barros na Unidos de Vila Isabel - falou sobre a possibilidade da agremiação levar para a Sapucaí um enredo sobre "a vida depois da morte".

"Realmente existe uma possibilidade de se falar desse tema. Se por acaso for a opção escolhida será um enredo divertido, apesar de parecer fúnebre! É exatamente o contrário! Eu, particularmente, acredito que haja outra alguma coisa do outro lado, pois não viemos aqui a passeio. Mas enquanto eu não sei o que é, a imaginação nos direciona pra que seja bem divertido esse Além. Porém, a direção da Vila Isabel aguarda algumas negociações sobre outros temas. A presidência está empenhada em conseguir uma parceria para um enredo que possa trazer lastro financeiro para a escola, já que o carnaval se tornou muito técnico e a necessidade de absorver tecnologia agrega custos altos", disse ele.

Paulo Menezes explicou ainda os desafios de se fazer um enredo patrocinado: "Não existe nenhum problema em se fazer enredos patrocinados, já fiz alguns. O Paulo também já fez. Temos que nos adaptar a essa realidade. Logicamente a partir do momento que não tenha interferência no conteúdo do enredo. Mas isso agora também ficou mais fácil de tratar, pois os patrocinadores entendem como funciona a confecção de um projeto de carnaval e quando entram para disputar um título sabem que é preciso a liberdade artística."

Quando o assunto é a parceria com Paulo Barros, os elogios se igualam à competência carnavalesca de ambos: "Já trabalhamos juntos, antes, na Renascer de Jacarepaguá em 2009 e ano passado estivemos juntos na Portela. Trabalhar com o Paulo é trabalhar com um amigo de muito tempo. Nos divertimos muito trabalhando, não temos vaidade e nem milindres. Nos conhecemos muito e isso nos deixa muito tranquilos. O Paulo é um irmão que a vida me deu. Aprendemos muito um com o outro e sabemos que podemos um contar com o outro, sempre. Adoro trabalhar com ele, aquele jeito de durão é só pose, tem um coração enorme. Mas sabe exatamento o que quer e quando quer."

Paulo MenezesDivulgação