João Neto e Frederico gravam DVD em Goiânia

Evento contou com a participação de Simone e Simaria, Gusttavo Lima, Jorge e Mateus e o funkeiro Kevinho.

Por O Dia

Na última quarta-feira, 17, João Neto e Frederico gravaram o DVD ‘Em Sintonia’ em uma chácara em Goiânia. O local era totalmente aberto e o show atrasou por conta de uma chuva repentina. Recheada de convidados, a gravação teve início às 21h30 e contou com a participação de Simone e Simaria, Gusttavo Lima, Jorge e Mateus e o funkeiro Kevinho, entre outros convidados. O show só terminou por volta da uma da manhã, com polícia na porta porque os vizinhos reclamavam do som alto. A coluna conversou com a dupla. Confira!

Em Sintonia’ é o nome do DVD. Como vocês chegaram a esse título?

JOÃO NETO: Nós dois somos irmãos e temos uma sintonia muito bacana. Completamos dez anos recentemente em perfeita sintonia com o nosso público, com toda a galera que curte o nosso som. É a sintonia com o gênero sertanejo.

Como é que vocês veem a entrada do sertanejo no Sudeste?
FREDERICO: De uma maneira muito boa. O pessoal que não ouvia sertanejo agora está curtindo nas festas. O sertanejo entrou forte, então está bem legal. Está bom para gente que quer fazer mais shows e bom para o público, que está curtindo mais. É um somatório de coisas boas.

E como é que foi a escalação das participações?
FREDERICO: São grandes amigos nossos de longa data! Jorge e Matheus, Gusttavo Lima... Só o MC Kevinho agora que é artista novo.

Como é que vocês chegaram no funkeiro Kevinho?
FREDERICO: A gente se encontra em shows, troca telefone, encontra e conversa... Quando a gente convidou, ele topou na hora e deu tudo certo. Até porque a gente não tem preconceito nenhum com estilos. O sertanejo não tem preconceito. A partir do momento em que a música é boa e tem a ver com os dois artistas, a gente grava mesmo.

Vocês são da primeira safra do sertanejo universitário. Como é que vocês veem o movimento agora?
JOÃO NETO:  gente vê que tem novos artistas, novas festas, novos compositores, novos contratantes... A gente vê de uma maneira muito boa! A música vem crescendo, surgindo as mulheres no meio.

Como vocês veem as mulheres no sertanejo?
FREDERICO: Elas vêm mostrando agora o que queriam mostrar há algum tempo. É cada vez melhor ver a mulherada fortalecendo o sertanejo.

João Neto é veterinário e Frederico engenheiro agrônomo. Em que momento a música entrou?
JOÃO NETO: Nossos pais foram professores e eles sempre falaram que a única herança que eles iam deixar para gente de fato era o estudo. Eles disseram que depois que conseguissem formar a gente, nos dar um diploma, aí a gente poderia fazer o que quisesse. E assim a gente fez: esperamos a formatura para nos entregarmos integralmente à música.

O que o sucesso mudou na vida de vocês?
FREDERICO: Mudou nada. Só mudou que o tempo com a família diminuiu bastante.

Mas não rola uma invasão de privacidade?
JOÃO NETO: Rolar, rola. A gente vê de uma maneira boa e encara como trabalho mesmo. Quem não tem isso, não tem sucesso.

Para encerrar eu quero um momento entregação: um vai entregar o segredo do outro. Vamos lá?João Neto, me diz um segredo do Frederico?
JOÃO NETO:Segredo do Frederico? Ele é um cara sem segredos para mim. Eu conheço tudinho dele,mas vou contar: ele ronca à noite. Mesmo durante as viagens, com barulho do ônibus, eu escuto o ronco dele.

Agora é a sua vez, Frederico!
FREDERICO: O João dorme de cueca no ônibus. Esse velhaco sente calor. Pronto! Está aí o segredinho dele.


A coluna viajou a convite da dupla.

João Neto e FredericoDivulgação