Candidato ficha suja queria trabalhar como vigilante

Pedido foi negado pelo Tribunal Regional Federal 2

Por O Dia

Rio - Um candidato a vigilante não se conformou, mas o Tribunal Regional Federal 2 (TRF-2) bateu o martelo. Não pode ter anotação criminal para atuar na profissão que requer até o uso de arma. Portanto, o antecedente criminal impede o exercício da tarefa e ponto final.