Audiência de custódia decidirá destino de homem que queria matar juiz

Preso em flagrante, ele está internado no Hospital Lourenço Jorge

Por O Dia

Rio - Acusado de planejar matar o juiz Mário Cunha Olinto Filho, Luiz Pereira Carlos vai responder pelo crime de coação no curso do processo, como consta no registro feito na 16ª DP (Barra da Tijuca). A pena varia de um a quatro anos. Ele foi preso em flagrante nesta sexta-feira pela Polícia Militar, quando seguia para o fórum, depois de bater em sete carros.

A ira de Luiz contra o magistrado está relacionada a multas que somadas ultrapassam R$ 3 milhões em um processo. A ação é de 2009 porque Luiz decidiu atacar a concessionária responsável pela Linha Amarela em página no Facebook. Ele continua internado no Hospital Lourenço Jorge para se restabelecer do consumo de medicamentos misturados com querosene.

Seu quadro de saúde está estabilizado. Ele aguarda transferência para uma unidade psiquiátrica.  Tão logo receba alta será submetido à audiência de custódia que vai avaliar a necessidade da prisão.