Por cadu.bruno

Guarda compartilhada é a melhor saída para a criança em caso de separação dos pais. É o que defende a juíza Maria Vilardo que vai participar da Jornada sobre ‘ Guarda Compartilhada/Alienação Parental: quando a conjugalidadetermina e a parentalidade precisa seguir’ promovida pela Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio entre 29 de junho e 1º de julho, no Leblon.

Juíza Maria VilardoDivulgação

Qual o maior obstáculo para a guarda compartilhada?

O desconhecimento sobre o real significado da guarda compartilhada.

E qual é significado?

É a continuidade do poder parental. Ou seja, a manutenção dos deveres e direitos do pai e da mãe.

Nesse contexto, a alienação parental virou um bicho papão?

A Lei da alienação parental vem de forma punitiva. Temos uma sociedade que criou a mãe como cuidadora e o pai como provedor. Isso não pode ser transformado por lei, mas com conscientização.

A lei pode ser usada por mal- intencionado?

O juiz tem como detectar e oferecer ajuda terapêutica com acompanhamento psicológico para mãe, pai e criança.

O que é necessário para avançar?

A legislação é farta. Temos que conseguir conscientizar sobre a importância de cada um.

Você pode gostar