Copia e cola

Magistrado julgou procedente e improcedente pedido de uma senhora cuja casa foi interditada pela Defesa Civil

Por O Dia

Rio - Foi um erro, acontece. O juiz André Nicolitt, do 3º Juizado Especial Fazendário, publicou sentença dia 31, onde, ao mesmo tempo, ele julgou procedente e improcedente pedido de uma senhora cuja casa foi interditada pela Defesa Civil, para ser incluída no programa de auxílio-moradia. 

A Defensoria Pública recorreu da decisão inusitada, e o juiz alegou que houve erro inédito e talvez o mais desconcertante de sua carreira. Ele acabou traído pelo comando de ‘copia e cola’ do sistema. Mas Nicolitt já publicou a sentença correta e julgou o pedido procedente contra o Estado.