Namorada é condenada a 30 anos por participar em assalto e morte de namorado

Jovem foi sequestrada junto com a vítima para dissimular participação

Por O Dia

Rio - A juíza Anna Christina da Silveira Fernandes condenou, nesta terça-feira, Elen Cristina Curi Ferreira a 30 anos de prisão e Luigi Sirino dos Santos a 20 anos pelo roubo seguido de morte de Felipe Lavina Machado em Mesquita, na Baixada Fluminense, em outubro de 2015.

Namorada da vítima, Elen se aliou a bandidos para assaltar a casa do rapaz. Para dissimular o crime, ela foi sequestrada junto com Felipe. Ele foi morto com dois tiros, enquanto a jovem foi abandonada pelos criminosos.

Os assaltantes levaram R$ 10 mil que estavam em um cofre, o carro do irmão da vítima, dois celulares, roupas e até um barril de chope. "A pena deverá ser cumprida, inicialmente, no regime fechado, diante da hediondez do crime", escreveu a magistrada na decisão sobre Elen.

A jovem chegou a chorar durante o enterro do empresário. De início, o crime parecia perfeitamente planejado, mas começou a ser desvendado com a apreensão de um adolescente. O menor foi responsável por manter os pais de Felipe reféns com uma arma apontada para eles durante a ação dos criminosos. Ele revelou à polícia a participação de Elen. Ela facilitou a entrada do bando na casa de Felipe, de três andares, onde também moravam os pais.