Por thiago.antunes

Rio - O Ministério Público e a Vara de Execuções de Medidas Socioeducativas continuam em pé de guerra. Promotores alegam que, só no mês passado, muitos dos 130 adolescentes que estavam internados foram mandados direto para a liberdade assistida. OMP recorreu das decisões. 

Há uma batalha ainda dentro do Ministério Público sobre a criação de uma central de vagas para definir quais menores infratores serão internados com maior urgência. Por enquanto, a Justiça suspendeu. Mas há recurso da Defensoria e do próprio MP para decidir a questão.

Você pode gostar