Por thiago.antunes

Rio - Um subtenente do Corpo de Bombeiros que carrega o sobrenome ‘Pinto’ perdeu, no mínimo, o juízo. O militar mostrou as ‘coisas’ para um colega de farda em um quartel em São Gonçalo.

A atitude reprovável foi parar na Auditoria da Justiça Militar. Ele foi denunciado pelo Ministério Público por ato obsceno. A pena varia de três meses a um ano de detenção

Você pode gostar