Fora do ar

Página do Sindicato dos Servidores da Justiça saiu do ar

Por O Dia

A página do Sindicato dos Servidores da Justiça saiu do ar. Um dos diretores, Alzimar Andrade diz que foi hackeada e desapareceu a denúncia de que a academia dos magistrados é paga pelo Tribunal de Justiça. São R$ 4,8 milhões só com professores ao ano. Ontem, só havia sido normalizada parte do acesso da área principal do site. A entidade promete novas denúncias que serão encaminhadas ao Conselho Nacional de Justiça.