MPF quer que Anac fiscalize voo livre na rampa da Pedra Bonita

O TRF 2 havia determinado à reguladora que apurasse a atividade

Por O Dia

Rio - O Ministério Público Federal quer que a Agência Nacional de Aviação Civil fiscalize a prática de voo livre na rampa da Pedra Bonita, São Conrado. O TRF 2 havia determinado à reguladora que apurasse a atividade e atuasse nos aeroclubes e associações. A ANAC recorreu.

O MPF defende que o serviço aéreo privado só pode ser feito sem remuneração e que a venda de voos é irregular. Então, como há comercialização, tem que ser submetido à ANAC. O MPF alega que a omissão dá a falsa impressão de atividade regular, colocando vidas em risco.