Ex-diretor da Record ganha R$ 2,5 milhões em disputa conta a emissora

Causa foi advogada por Ricardo Brajterman e André Dallalana

Por O Dia

A 26ª vara do trabalho determinou o leilão de um imóvel da Record, na Estrada dos Bandeirantes, no valor de R$ 8 milhões para que seja paga a dívida trabalhista do ex-diretor de imagens da emissora, Márcio Salim. Ele ganhou uma causa no valor de R$ 2,5 milhões. A causa de Márcio pertence aos advogados Ricardo Brajterman e André Dallalana que são considerados os carrascos da emissora por representarem autores, técnicos e produtores em busca de seus direitos trabalhistas.