'O brasileiro tem que acreditar que é honesto', diz procuradora

Programa Nacional de Prevenção Primária à Corrupção conta com mais de 30 entidades, entre elas o Ministério Público Federal

Por O Dia

Rio - A corrupção não faz parte só do mundo dos políticos e empresários. ‘Molhar’ a mão do guarda, não cumprir a lei...para quebrar desvios do dia a dia, nasceu a campanha #TodosJuntosContraCorrupção, do Programa Nacional de Prevenção Primária à Corrupção, que conta com mais de 30 entidades, entre elas o Ministério Público Federal.

Hoje, às 14h, na Avenida Nilo Peçanha 31, sala 606, haverá reunião para o ato marcado para 4 de dezembro. Participe!

Com a palavra - Mônica Ré, procuradora da República

Mônica Ré%2C procuradora do Ministério Público FederalDivulgação

Como se combate a corrupção primária?

Com projetos para crianças e formar a consciência do cidadão com base nos valores éticos. O MP do Distrito Federal faz um trabalho nas escolas.

Como funciona?

É um combate até do que não é crime, como a cola na prova. Como resultado, objetos dos alunos pararam de desaparecer.

Quando esse projeto chega ao Rio?

Tem editais na Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e a Lavagem de Dinheiro.

Ser honesto vale a pena?

O brasileiro tem que acreditar que é honesto. Então tem que dar um jeitinho para ser honesto.

Como virar o jogo da desesperança?

Aproveitar as eleições de 2018. As dez medidas contra a corrupção não vingaram. Mas um candidato pode apresentar projeto contra a corrupção durante a sua campanha.