Robinho é condenado a nove anos de prisão por violência sexual

Jogador se pronunciou nas redes sociais e negou acusação

Por O Dia

O Tribunal de Milão condenou o jogador Robinh a nove anos de prisão por “violência sexual em grupo”. O caso teria acontecido contra uma jovem albanesa de 22 anos em uma boate da cidade italiana, em janeiro de 2013, quando Robinho atuava pelo Milan. As informações são do diário italiano 'Gazzetta Dello Sport'.

Sem renovação com o Santos%2C Robinho deve acertar sua ida para o time de Felipão%2C na ChinaReprodução Vídeo

Essa é a segunda acusação de estupro enfrentada pelo jogador que já foi investigado em 2009, na Inglaterra, quando uma mulher disse ter sido violentada por ele numa casa noturna da cidade de Leeds. Na ocasião, ele foi inocentado.

Em suas redes sociais, Robinho divulgou um comunicado: "Sobre a notícia envolvendo o atacante Robinho, em um fato ocorrido há alguns anos, esclarecemos que ele já se defendeu das acusações, afirmando não ter qualquer participação no episódio. Todas as providências legais já estão sendo tomadas acerca desta decisão em primeira instância".