A PEGADINHA É O SINAL DO PIOR ATRASO NA TV

Por O Dia

Na televisão a lenha, uma das grandes atrações eram os programas de luta livre. Record, TV Paulista e Excelsior, no auge, brigavam por ele, até o público perceber que aquilo não tinha nada de luta, muito menos de livre e que era tudo combinado.

Ficou na história o encontro, depois de 10 anos, entre Ted Boy Marino contra Aquiles e a toda produzida vitória do mocinho sobre o bandido.

Verificamos que a luta livre de ontem se transformou nas pegadinhas de hoje. Tudo armado, com qualidade próxima ao escracho, apelativas até o mais alto grau, mas que não conseguem enganar mais ninguém. Apenas escancaram a falta de capacidade e o desejo de alguns programas em tentar sobreviver no atraso da história e demonstrar que em algumas emissoras o que menos se faz é pensar ou trabalhar em novos formatos.

De se admirar como Silvio Santos e João Kleber ainda se deem a este luxo.

Últimas de Diversão