A censura na TV é maior do que no regime militar

Por O Dia

Que aqui é o país do faz de conta todo o mundo sabe desde 1.500, mas alguns setores ainda se esforçam, a cada dia, em querer reafirmar esta verdade.

Nos anos 1970, ditadura plena por aqui, a novela 'Mulheres de Areia' foi exibida sem restrições na extinta Tupi, isto em meio a feroz censura do então ministro Alfredo Buzaid.

Zilhões de movimentos da Terra depois disso, em 2012, um remake da mesma 'Mulheres de Areia', na TV Globo, foi censurado pelo Ministério da Justiça, porque aparecia o perfil de uma mulher nua na sua abertura.

Em setembro do ano passado, o Supremo Tribunal Federal considerou inconstitucional qualquer tipo de censura.

Ainda assim, agora, nem um ano depois, o MJ quer que a reapresentação de 'Senhora do Destino' no 'Vale a Pena Ver de Novo', passando por cima da decisão do STF, tenha várias cenas cortadas.

Este é um país onde se tem 70 mil assassinatos por ano e o grau de corrupção política é considerado o maior do mundo, mas o Ministério da Justiça, num universo que não é o nosso, se preocupa com os personagens de uma novela. Estamos feitos.

Últimas de Diversão