DOIS DEDOS DE PROSA

Por O Dia

ALEXANDRE MACHAFER, coordenador do Núcleo Audiovisual da Fundação Cesgranrio

A Oficina de Atores da Fundação Cesgranrio comemora 5 anos, acumulando boas revelações para nossa dramaturgia. A coluna conversou com Alaxandre Machafer para saber os próximos passos do núcleo.

Quais são as novidades da Oficina de Atores Cesgranrio?

Este ano, estamos comemorando os cinco anos do projeto Oficina de Atores Cesgranrio. Tivemos 1.051 candidatos inscritos no processo seletivo e, especialmente este ano, foi uma tarefa árdua, porque o nível de qualidade de trabalho apresentado por cada candidato estava muito alto. Foram selecionados 10 atores e 10 atrizes, que desde junho estão imersos em nosso processo de aprimoramento no Audiovisual, que terá duração de três meses. Teremos também a 'Mostra Cesgranrio de Documentário Making of', onde o público poderá entender como funciona o processo de pré-produção e produção de uma obra cinematográfica. E para o encerramento da Mostra, na próxima quarta (30), teremos como convidado o cineasta Walter Lima Júnior, que falará um pouco sobre sua trajetória no cinema.

Quais são as virtudes dessa nova geração de atores que está se formando?

No processo de imersão da oficina, trabalhamos para que os atores desenvolvam e potencializem virtudes essenciais como disciplina e autoconfiança, que para o trabalho do ator são fundamentais.

Quais são os planos para o futuro da Oficina de atores?

Estamos estudando uma forma de transformar a oficina em curso de especialização para que os atores possam estar ainda mais preparados para o mercado.

A oficina já revelou nomes para emissoras de TV. Pode mencionar alguns?

Barbara Reis, atualmente na série 'Os Dias Eram Assim'; Felipe Silcler, no ar com a novela 'Novo Mundo'; Rafael Canedo, que estará na série 'Brasil a Bordo', de Miguel Falabella, entre outros.

Últimas de Diversão