RioFilme volta à distribuição

Completando 25 anos, empresa põe filme de Tizuka Yamazaki nas telonas

Por O Dia

Uma história importantíssima do cinema nacional ganha amanhã sua comemoração de 25 anos. E é uma história que passa necessariamente pela presença carioca em nosso cinema: a da RioFilme, que após nove anos de hiato, volta a atuar diretamente na distribuição de filmes com a produção 'Encantados', da cineasta Tizuka Yamasaki.

O diretor-presidente Marco Aurélio Marcondes faz questão de lembrar que a empresa esteve envolvida sempre de alguma forma em vários sucessos do cinema dos últimos 25 anos, como 'Central do Brasil', de Walter Salles, 'Tropa de Elite 2', de José Padilha, e 'Até Que a Sorte Nos Separe', de Roberto Santucci. "A importância da empresa está expressa nestes filmes que apoiamos direta ou indiretamente nestes anos, assim como nos festivais e mostras realizados tanto em nossa cidade como em outros estados e no exterior. Por isso, é motivo de orgulho termos retomado a distribuição direta de filmes", explica Marcondes.

TRABALHO INTERNO

Marco Aurélio Marcondes conta que a maior parte do trabalho para reformar a RioFilme vem sendo feita há alguns meses, internamente. "Precisamos reestruturar a empresa para que ela voltasse a distribuir filmes. Depois, vamos partir para outra etapa, que é a expansão do circuito CineCarioca. É algo que está na nossa pauta. Devemos ter mais dois este ano", anuncia. "Para se ter uma ideia, a primeira coisa que tivemos que fazer por aqui foi dar mais motivação para a equipe. Eles tiveram, num período de três ou quatro anos, três presidentes. Não fizemos uma mudança radical, mas demos, por exemplo, um treinamento interno do pessoal. Era necessário que todo mundo conhecesse todos os processos básicos da produção e distribuição de um filme".

LARANJEIRAS

Sede da RioFilme, as Casas Casadas, em Laranjeiras, compõem um imóvel construído em 1880. A nova gestão repactuou o acordo com a empresa que fazia a manutenção do local. "E a casa está com outra cara. Foram feitas podas nas árvores, reformas no jardim, foi realizada outra iluminação", conta o diretor-presidente, avisando também que o relacionamento com a RioFilme Comission - braço da empresa que estabelece relações com produtores nacionais ou internacionais - foi fortalecido.

"Desde o início do processo, estabelecemos um intenso diálogo com todas as entidades do setor cinematográfico e audiovisual do Rio de Janeiro. Também conversamos com a Associação dos Moradores de Laranjeiras", explica Marco Aurélio Marcondes.

Últimas de Diversão