Recheado de dívidas, clube pode ser eliminado da Série C do Brasileirão

Mogi vai receber empréstimo para acertar pelo menos um mês de salários

Por O Dia

Na manha de hoje, o MUSPE, Movimento Unificado de Servidores Públicos Estaduais, distribuiu cestas básicas para Servidores do Estado em um novo endereço na Avenida Ministro Ary Franco, numero 850, na Igreja de São Lourenço, em Bangu. A esquerda, Valdeiza Lopes Santana, Servidora da FIA faz cadastro para receber a cesta.
Na manha de hoje, o MUSPE, Movimento Unificado de Servidores Públicos Estaduais, distribuiu cestas básicas para Servidores do Estado em um novo endereço na Avenida Ministro Ary Franco, numero 850, na Igreja de São Lourenço, em Bangu. A esquerda, Valdeiza Lopes Santana, Servidora da FIA faz cadastro para receber a cesta. - Maíra Coelho / Agencia O Dia

São Paulo - Com medo de um segundo W.O. no Campeonato Brasileiro da Série C e sem recursos para acertar os salários dos jogadores insatisfeitos, o Mogi Mirim vai receber uma verba por empréstimo da Federação Paulista de Futebol (FPF) para acertar pelo menos um mês de vencimentos. Com isso, continuaria até o final da competição, faltando ainda quatro rodadas.

 

Este acordo foi confirmado pela assessoria de imprensa do clube e está sendo intermediado por Mauro Silva, vice-presidente de Integração da FPF, com os jogadores. A ação da FPF se deve inicialmente para auxiliar um filiado em dificuldade e, segundo, para não prejudicar outros três times paulistas que podem ser prejudicados.

Comentários