BRIGA: COMLURB E SECRETARIAS

Por O Dia

A votação que definiu o reajuste do IPTU já foi aprovada, mas a disputa por espaço na prefeitura continua a mil por hora. Presidente da Comlurb, Gustavo Puppi está na corda bamba. Ele entrou em confronto direto com o presidente da Câmara, Jorge Felippe (PMDB), ao tirar um de seus aliados da chefia de gabinete e rebaixá-lo para um setor de menor influência. Felippe é um dos pilares do prefeito Marcelo Crivella (PRB) na Câmara e foi essencial na aprovação do reajuste do IPTU.

Já a saída de Teresa Bergher da Secretaria de Assistência Social faz Clarissa Garotinho (PRB) cobiçar a pasta. Ela tem interesse em tocar o programa Cartão Famíla Carioca, espécie de Bolsa Família municipal. Para isso, ela deixaria a Secretaria de Trabalho e Renda. Ocorre que a medida desagrada ao deputado Pedro Fernandes (PMDB).

Segue

Outrora cotado para a Assistência Social, Fernandes já havia demonstrado interesse na secretaria e não está disposto a trocá-la pela de Trabalho e Renda. Ele é filho da vereadora Rosa Fernandes (PMDB).

Reforma de Crivella

O prefeito planeja uma reestruturação nas secretarias. A mudança envolve troca de comando em algumas pastas e deve ser anunciada nos próximos dias.

Aliás

O Cartão Família Carioca, que Clarissa quer tocar, é de transferência de renda. Foi por irregularidades em programa semelhante, em Campos, que seu pai, o ex-governador Anthony Garotinho (PR), está em prisão domiciliar.

E a propósito

O advogado Victor Travancas, aquele que atravanca a vida de Crivella e seus aliados, sai em defesa de Garotinho. "Todas as denúncias contra a quadrilha formada por Sérgio Cabral e companhia foram feitas por Garotinho. Prendê-lo sob alegação de que usava um programa social para se eleger é uma piada."

Brazão e o Brasil

Afastado do Tribunal de Contas do Estado por suspeita de corrupção, Domingos Brazão foi ao Rock in Rio no sábado. Nada ilegal, mas demonstra que ele não tem medo de críticas da opinião pública. Vale lembrar que, mesmo afastados, os seis conselheiros recebem salário integral e benefícios.

E não é pouca coisa...

Afastado desde março, José Mauricio Nolasco, por exemplo, recebeu R$ 48.255,36 em maio. Foram R$ 30.471,11 de salário, R$ 13.002,19 em "vantagens pessoais" e R$ 4.782,06 de "abono de permanência".

Tragicômico

Na conjuntura atual, o fato de o sistema do TCE computar os penduricalhos como "vantagens pessoais" é, no mínimo, curioso.

Operação Lava Jato

Sérgio Cabral e sua mulher, Adriana Ancelmo, pediram dispensa da audiência marcada para hoje com o juiz federal Marcelo Bretas. Como já foram ouvidos, o pedido foi aceito. Cabral será defendido por três advogados; Adriana, por oito.

Comida descartada

A conceituada chef de cozinha Roberta Sudbrack fez estardalhaço por ter alimentos recolhidos pela Vigilância Sanitária por falta de um selo. Mas ela faltou à reunião convocada para detalhar as normas que teriam que ser respeitadas no Rock in Rio. A bronca dela com a prefeitura não se restringe a este fato. Em consulta prévia, foi-lhe negada obra que pretendia fazer em seu restaurante no Jardim Botânico.

Comentários