DA PREFEITURA À UNIVERSIDADE

Por O Dia

A secretária de Saúde de São João de Meriti, Marcia Lucas, é acusada de ter usado um carro oficial da prefeitura para ir a Nova Iguaçu fazer uma prova da faculdade. O automóvel com a logomarca da secretaria foi flagrado nesta quarta estacionado em frente à Universidade Iguaçu (Unig), onde ela cursa Medicina. Além da despesa com gasolina e motorista no trajeto intermunicipal, Marcia estaria acompanhada de um segurança.

A princípio, a prefeitura negou a acusação, postada na página 'É notícia Meriti'. Mas, ao ter alguns pontos questionados pelo Informe, deixou de atender às ligações e de responder aos e-mails ao longo dos dois últimos dias.

Segue

Por meio de sua assessoria, o prefeito, Dr. João, disse que o carro da Secretaria de Saúde foi à Unig "verificar a veracidade do documento de um acadêmico que faz estágio no Posto de Atendimento Médico de Meriti". E que o secretariado "trabalha full-time, sábados, domingos e feriados e está à disposição do município 24 horas por dia."

Mas...

O Informe perguntou como Marcia poderia trabalhar full-time, aos sábados, domingos e feriados, se cursa Medicina em outro município. E por que a Secretaria de Saúde não pediu que o documento solicitado à Unig fosse enviado por e-mail, evitando o descolamento intermunicipal do carro oficial. Questionou, ainda, qual seria este documento. E foi aí que a Prefeitura de São João de Meriti parou de responder.

O fim das OSs

Os vereadores Paulo Pinheiro (Psol) e Carlo Caiado (DEM) querem o fim das Organizações Sociais na Saúde do Rio. Buscam apoio para que seja levado ao plenário da Câmara um projeto de lei que desconsiderar a habilitação e contratação de OSs. "O objetivo é valorizar o servidor público", diz Paulo Pinheiro. Para votar o projeto, desde 2009 na gaveta, a dupla tenta o apoio do governo via Carlos Eduardo (SD) ex-secretário de Saúde de Crivella e crítico das OSs.

Lava Jato

O renomado neurocirurgião Paulo Niemeyer foi intimado a depor ao juiz federal Marcelo Bretas, da Lava Jato, sexta que vem. O médico foi arrolado como testemunha de defesa do ex-governador Sérgio Cabral em investigação que apura desvios na Saúde. Niemeyer coordena hoje o Instituto Estadual do Cérebro.

Pacificador

Crivella juntou ontem o secretário de Educação, César Benjamin, e o vereador Paulo Messina (Pros), líder do governo, para que aparassem as arestas. O clima entre os dois, que estava tenso, melhorou um pouco.

Mau contato

Exonerado da prefeitura, o ex-superintendente da Barra Thiago Barcellos diz que o advogado Victor Travancas interpretou de forma errada seu contato e que não pedirá o impeachment de Crivella na Justiça. "Eu procurei o Travancas, mas não toquei nesse assunto. Nem tenho elementos para pedir o impeachment".

Fora

O deputado Filipe Soares (DEM) perdeu a vaga na cobiçada Comissão de Constituição e Justiça na Assembleia Legislativa. A decisão foi do líder do DEM, Milton Rangel, que o considera pouco atuante. O clima entre ambos já estava tão ruim que Soares deve trocar de partido.

Comentários